Fatos e curiosidades sobre Júpiter, o maior planeta do Sistema Solar
144
Compartilhamentos

Fatos e curiosidades sobre Júpiter, o maior planeta do Sistema Solar

Último Vídeo

Como você já deve ter percebido, nós aqui do Mega Curioso adoramos falar sobre os nossos vizinhos do Sistema Solar, e inclusive já postamos várias matérias dedicadas a alguns dos planetas que orbitam ao redor do Sol juntamente com a Terra. Mas você acredita que ainda não tínhamos postado uma especialmente dedicada ao maior de todos eles! Então, caro leitor, sem mais delongas, que tal conferir uma seleção de fatos e curiosidades sobre Júpiter?

Rei dos deuses

Conforme comentamos anteriormente, Júpiter é o maior planeta do Sistema Solar e o quinto a partir do Sol. Para fazer jus ao seu tamanho absurdo, ele recebeu o nome do rei dos deuses da mitologia romana — correspondente a Zeus na mitologia grega — e, só para que você tenha uma noção do tamanho da “criança”, mais de 1.300 Terras caberiam em seu interior!

Júpiter também é o planeta mais massivo do Sistema Solar, contando com mais do que o dobro da massa de todos os demais planetas juntos. Além disso, se Júpiter tivesse 80 vezes mais massa do que tem, ele se tornaria uma estrela em vez de um planeta.

A descoberta de Júpiter também foi revolucionária. Isso porque Galileu Galilei descobriu quatro de suas luas — Io, Europa, Ganimedes e Calisto — em 1610, e foi o primeiro a observar corpos celestes circundando um astro que não fosse a Terra, constatação que ajudou a apoiar a teoria de Nicolau Copérnico de que o nosso planeta não era o centro do Universo.

Atmosfera rebelde

A composição da atmosfera Júpiter é parecida à do Sol — e à de Saturno também —, sendo formada principalmente por hélio e hidrogênio. E você já deve ter notado que Júpiter conta com diversas bandas de cores diferentes, não é mesmo?

Essas bandas são formadas devido ao movimento de ventos extremamente fortes — que viajam nas direções leste e oeste a velocidades que podem passar de 640 quilômetros por hora — nas camadas mais altas da atmosfera e, na verdade, são nuvens. As mais claras que vemos são compostas por cristais de amônia congelada, enquanto que as mais escuras são formadas por outros elementos.

Dimensão da Grande Mancha Vermelha em comparação com o tamanho do planeta Terra

As bandas não são permanentes e podem mudar de tempo em tempo, e um dos aspectos mais marcantes da atmosfera de Júpiter é a “Grande Mancha Vermelha”, uma monstruosa tempestade que está em plena atividade há mais de 300 anos e que é tão grande que o nosso planeta poderia caber facilmente dentro dela. Contudo, a característica mais curiosa da atmosfera de Júpiter é que os cientistas acreditam que no planeta chove diamantes!

Facetas interessantes

Ao ser um gigante gasoso, Júpiter não possui uma superfície sólida, e os cientistas acreditam que seu núcleo seja formado por rochas e metais — e tenha o tamanho da Terra, aproximadamente. Além disso, ao estar mais distante do Sol do que o nosso planeta, o astro leva o equivalente a 12 anos terrestres — ou 4.380 dias! — para completar uma volta ao redor da nossa estrela.

E isso não é tudo! Júpiter gira mais depressa do que qualquer outro planeta do Sistema Solar, e cada dia por lá tem duração de pouco menos que 10 horas “terrestres”. Esse rápido ritmo de rotação é o responsável pelo planeta ter o equador mais gordinho e os polos mais achatados, tanto que a diferença entre as distâncias chega a ser de 7 %.

Gigante com muitas luas

Embora as quatro luas descobertas por Galileu — Io, Europa, Ganimedes e Calisto — sejam as maiores de Júpiter, elas dividem sua órbita com outros 46 satélites menores conhecidos, além de outros 17 que foram descobertos e ainda aguardam confirmação. Ganimedes, a maior lua de Júpiter, tem tamanho superior ao do planeta Mercúrio, e é o único satélite do Sistema Solar a contar com seu próprio campo magnético.

Io, por sua vez, possui diversos vulcões ativos em sua superfície, enquanto que Europa é coberta por uma bela camada de gelo. Aliás, os cientistas acreditam que sob esse gelo todo exista um enorme oceano — e que seu volume seria equivalente ao dobro de toda a água que existe aqui na Terra.

Ele também tem anéis

Em 1979, a sonda espacial Voyager 1 da NASA descobriu que Júpiter também conta com sistema de anéis, compostos principalmente por pequenas partículas de poeira. Os aros, que possuem entre 30 e 20 mil quilômetros de espessura, começam a aproximadamente 92 mil quilômetros da superfície do planeta, e se estendem por mais de 225 mil quilômetros. No entanto, o título de “Senhor dos Anéis do Sistema Solar” continua pertencendo a Saturno.

Mais curiosidades:

  • As temperaturas das nuvens de Júpiter são de, em média, – 145 °C, enquanto que as temperaturas no núcleo rondam os 24 mil °C, ou seja, superiores às registradas na superfície do Sol;
  • A gravidade em Júpiter é 2,4 vezes mais forte do que a da Terra, o que significa que uma pessoa de 100 quilos pesaria 240 kg no planeta;

Júpiter e sua lua Io

  • O planeta conta com o campo magnético mais poderoso do Sistema Solar, e em algumas regiões de sua atmosfera, ele chega a ser 20 vezes mais forte do que o da Terra;
  • Júpiter é um dos cinco planetas que podem ser vistos a olho nu aqui da Terra, e é o quarto objeto mais brilhante no céu depois do Sol, da Lua e de Vênus.
Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.