Amantes da literatura: 9 destinos turísticos para quem adora livros
243
Compartilhamentos

Amantes da literatura: 9 destinos turísticos para quem adora livros

Último Vídeo

Quem sempre dá uma passadinha pelo MegaCurioso deve ter conferido nossa matéria com algumas das bibliotecas mais impressionantes do mundo. Agora, para aguçar ainda mais os amantes da literatura, apresentamos 9 destinos turísticos selecionados pelo site Quo.

Se você é daqueles que está sempre com um livro na mão, vai gostar de descobrir destinos incríveis que tem tudo a ver com a literatura. São cidades famosas por incentivarem a leitura, por serem o berço de renomados escritores ou ainda por terem servido de cenário para grandes histórias.

Não deixe de conferir a lista completa e nos conte nos comentários quais são os seus destinos preferidos!

1) Dublin, Irlanda

Fonte da imagem: Reprodução/Pierre-Jean Durieu - Shutterstock.com

Não é de se espantar que a capital da Irlanda – que tem uma rica produção literária desde a Idade Média – seja a pátria de grandes escritores. Foi aqui que nasceram nomes como James Joyce, William Butler Yeats, Samuel Beckett, Oscar Wilde e muitos outros. Ainda, a Irlanda é um dos países que mais acumula Prêmios Nobel de Literatura, sendo que a sua capital ganhou o título de Cidade Literária da UNESCO em 2010.

Para os fãs que desejam visitar a cidade, vale a pena conferir o Museu dos Escritores de Dublin, o Museu Nacional de Pinturas da Irlanda e o famoso Abbey Theatre. A Biblioteca da Trinity College é parada obrigatória, assim como os diversos pontos da cidade que Leopold Bloom (o protagonista de “Ulisses”, de James Joyce) visitou.

2) Boston, Estados Unidos

Fonte da imagem: Reprodução/Richard Cavalleri - Shutterstock.com

No período vitoriano, Boston foi a cidade que revelou alguns dos principais talentos literários do século 19. Assim como Paris, a cidade não só atraiu escritores e pensadores de outros países como também serviu de cenário para uma série de livros, poemas e contos. Entre os nativos, estão Nathaniel Hawthorne, David Thoreau e Ralph Waldo Emerson, mas não se pode esquecer de que Charles Dickens e Henry James também construíram parte de suas carreiras na cidade.

Para os turistas, é possível caminhar a pé em diferentes partes da cidade para conferir as casas em que nasceram os escritores. Ainda, vale lembrar que a cidade é o pano de fundo de diversas obras como “O Conto de Aia”, de Margaret Atwood e “Infinda Graça”, de David Foster Wallace.

3) Paris, França

Fonte da imagem: Reprodução/anshar - Shutterstock.com

Friedrich Nietzsche dizia que na Europa não existia lar para um artista, a não ser Paris. Talvez isso explique porque a Cidade Luz serviu como inspiração para tantas histórias surpreendentes. O clima de cultura e história que paira sobre a capital francesa fez com que muitos escritores e artistas de diferentes partes do mundo deixassem seus países para morar lá.

Além dos estrangeiros, os autores nascidos na cidade – como Balzac, Bergerac, Voltaire, Verne, Baudelaire e vários outros – têm suas memórias conservadas em monumentos, cafés e museus espalhados pelas ruas de Paris.

4) Montreal, Canadá

Fonte da imagem: Reprodução/Songquan Deng - Shutterstock.com

A literatura do escritor canadense Mordecai Richler celebra cada pedacinho da cidade de Montreal, retratando especialmente a vida da comunidade judaica. Além de ser celebrada nas obras de Richler, a cidade também serviu de inspiração para o recente “A Vida de Pi”, de Yann Martel.

Leonard Cohen é mais um dos consagrados nomes de Montreal, tendo lançado vários romances e livros de poesia antes de se tornar cantor. Reconhecida internacionalmente por sua variedade cultural, a cidade também ganhou o título de “Capital Cultural do Canadá”.

5) São Petersburgo, Rússia

Fonte da imagem: Reprodução/Shutterstock

Moscou, a atual capital da Rússia, é onde se passam importantes obras, como “Anna Karênina”, de Liev Tólstói, por exemplo. No entanto, não podemos nos esquecer de que São Petersburgo também já foi a capital do Império Russo, o que lhe rendeu grande notoriedade na história do país.

Foi lá que nasceram autores como Vladimir Nabokov e Ayn Rand, além da cidade ter servido como cenário para obras como “Crime e Castigo”, de Fiódor Dostoiévski, e “Eugenio Onegin”, de Alexander Pushkin. Para os visitantes, é possível conhecer as casas em que viveram esses dois autores.

6) Toronto, Canadá

Fonte da imagem: Reprodução/Shutterstock

Toronto é o centro da cultura canadense de língua inglesa e como grande parte da sua população é formada por imigrantes, a cidade é repleta de boas histórias. Algumas delas viraram contos nas mãos de escritores como Kit Pearson, Anne Michaels e Michael Ondaatje.

Além de seu legado multicultural, a cidade ficou famosa na literatura por sua atmosfera variada e cosmopolita que serviu de inspiração para autores modernos. O maior exemplo disso está na obra de Dionne Brand e Alice Munro, que, inclusive, acaba de ganhar o Prêmio Nobel de Literatura em 2013.

7) Edimburgo, Escócia

Fonte da imagem: Reprodução/Shutterstock

Merecidamente, Edimburgo foi a primeira a receber o título de Cidade Literária da UNESCO. Desde a filosofia (com David Hume e Adam Smith), passando pela poesia (com Robert Burns) até chegar à história da impressão (com a primeira prensa da Enciclopédia Britânica tendo sido feita na cidade) todas as páginas que passaram por Edimburgo carregam história.

A cidade ainda se divide entre clássicos, como Robert Louis Stevenson e Sir Walter Scott, e modernos, como Irvine Welsh e seus polêmicos “Trainspotting” e “Pornô” e Ian Rankin com a série de aventuras vividas pelo Inspetor John Rebus.

8) Londres, Inglaterra

Fonte da imagem: Reprodução/Shutterstock

A cidade do Dr. Who é mais um dos destinos que não poderia ficar fora da lista, afinal, a reputação literária de Londres não precisa de maiores justificativas. A lista é extensa e inclui nomes mundialmente reconhecidos como Shakespeare, Lord Byron, Geoffrey Chaucer e personagens igualmente famosos, como James Bond e Sherlock Holmes.

Além da Biblioteca Britânica de Londres (que reúne mais de 14 milhões de títulos), os fãs da literatura podem conhecer a reconstrução do Globe Theatre – para o qual Shakespeare escreveu a maior parte de suas peças, a famosa Baker Street – endereço do investigador dos romances policial de Conan Doyle, ou ainda fazer uma pausa em um dos diversos cafés por onde passaram os renomados Rudyard Kipling, Agatha Christie e muitos outros autores.

9) Tóquio, Japão

Fonte da imagem: Reprodução/nui7711 - Shutterstock.com

A capital japonesa merece um lugar nessa lista simplesmente por contar com quase 1.700 livrarias, mais do que qualquer outra cidade do mundo, segundo a UNESCO. Por outro lado, a maior parte da literatura produzida no Japão – com exceção das obras de Haruki Murakami – é desconhecida em outros países.

No entanto, aqueles que se encantam por literatura e pela cultura japonesa certamente vão gostar de passear pelas ruas da capital enquanto se divertem na companhia dos principais autores, como Yukio Mishima, Kobo Abe, Banana Yoshimoto e o próprio Murakami.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.