Seja o primeiro a compartilhar

Dama das Dunas: o mistério sem solução há 47 anos

Na manhã de verão de 26 de julho de 1974, a americana Leslie Metcalfe, então com 12 anos, voltava de um passeio com seus pais e alguns cachorros nas dunas de Race Point em Cape Cod, em Massachussets (EUA). Até que um deles sentiu um cheiro estranho. 

Quando a menina seguiu o animal, se deparou com uma cena digna dos piores filmes de terror: o corpo de uma mulher em decomposição. Era o início de um mistério que dura quase 50 anos: a "Dama das Dunas".

O corpo estava a menos de cinco metros da estrada mais próxima, coberto de insetos. Ela estava com o rosto para baixo e o lado esquerdo da sua cabeça estava desfigurado pelos ferimentos — que, pelas investigações, foram causados por um tipo de pá militar. A cabeça da mulher estava apoiado em uma calça jeans e tinha uma bandana azul.  

O corpo da O corpo da "Dama das Dunas" foi encontrado a menos de cinco metros de uma estrada (Fonte: Wikimedia Commons)

Sem as mãos!

Além de estar quase decapitada, a mulher também teve suas duas mãos cortadas. As investigações descobririam, ainda, que a vítima também foi violada por um pedaço de madeira após sua morte. De acordo com os exames, evidentemente se tratava de um assassinato, que havia ocorrido entre 10 dias e três semanas. 

Os especialistas estimaram que a mulher tinha entre 25 e 35 anos e tinha porte atlético. Por mais que alguns dentes estivessem faltando, foi possível concluir que ela tratou de seu sorriso com dentistas caros de Nova York, já que possuía várias coroas de ouro.

Mesmo assim, não era possível identificar a vítima, já que ela estava sem as mãos — e, portanto, sem suas impressões digitais. Foi assim que ela começou a ser chamada de "Dama das Dunas" e seu mistério perdurou por décadas. 

Diversos retratos e tentativas de identificar a vítima foram feitas ao longo dos anos (Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)Diversos retratos e tentativas de identificar a vítima foram feitas ao longo dos anos (Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

Quem é a "Dama das Dunas"?

Uma mulher do estado de Maryland ligou para a polícia dizendo que a mulher poderia ser sua irmã que desapareceu, mas essa linha de investigação não chegou a qualquer conclusão. Também suspeitou-se que ela poderia ser uma traficante de drogas e ladra da região, que havia fugido do presídio um ano antes do crime. Mas os exames de DNA com a mãe dessa mulher deram negativo.

A teoria mais estranha foi proposta em 2015, por Joe Hill, filho do famoso autor de livros de mistério Stephen King: a "Dama das Dunas" seria uma figurante do clássico Tubarão, de 1975. Hill observou uma mulher no fundo de uma cena que se parece muito com as descrições da vítima. Além disso, ela estava vestindo jeans e bandana azul, peças que foram encontradas junto ao corpo. A produção teve filmagens próximas ao local onde a vítima foi encontrada, entre maio e outubro de 1974.

O corpo foi encontrado em Cape Cod, próximo a Martha's Vineyard, onde Tubarão foi filmado (Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)O corpo foi encontrado em Cape Cod, próximo a Martha's Vineyard, onde Tubarão foi filmado (Fonte: Wikimedia Commons/Reprodução)

Contudo, investigadores profissionais não acreditam nessa possibilidade, já que muitas mulheres nos anos 70 se vestiam dessa maneira. Ao longo dos anos, alguns assassinos famosos surgiram como suspeitos e até confessando o crime, mas sem que nada fosse realmente comprovado. 

Por enquanto, ainda não se sabe quem é a "Dama das Dunas", nem quem cometeu o brutal crime que tirou sua vida. Mas a esperança de que esse mistério seja resolvido se mantém viva: em 2019, amostras de DNA foram combinadas com novas tecnologias para criação de árvores genealógicas. A polícia continua trabalhando no caso.


Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.