Aaai! Médicos descobrem “minhoca” em olho de indiano com dores e visão ruim
05
Compartilhamentos

Aaai! Médicos descobrem “minhoca” em olho de indiano com dores e visão ruim

Último Vídeo

Um homem indiano de 25 anos procurou ajuda médica após seu olho esquerdo ficar vermelho e começar a doer. Além disso, a sua visão estava embaçada e ele enxergava formas flutuantes, como pontos, linhas e nuvens. A sensação era de que algo estava se mexendo no interior de seu globo ocular e causava uma sombra no campo de visão. Foram pelo menos duas semanas com a visão reduzida, segundo informou o site Live Science.

O rapaz, atendido em Nova Deli, foi submetido a exames, e o diagnóstico confirmou os sintomas — realmente havia um verme vivo, parecendo uma minhoca, se mexendo dentro do seu olho. O bicho é um parasita conhecido como Loa loa, transmitido por meio de uma mosca e que pode afetar tanto o órgão da visão como outras partes do corpo.

O homem foi submetido a uma cirurgia para retirada do verme, que estava localizado na cavidade vítrea, mais para a parte traseira do olho — entre o cristalino e a retina. A enfermidade causada por esse verme é chamada de loaíase, e é a primeira vez que há um registro da doença nessa parte do olho. O caso foi reportado no jornal científico BMJ Case Reports, no último dia 8 de janeiro.

Caso raro

Além da parte do corpo afetada, que, segundo a reportagem que apresentou o caso, se tratava de um quadro inédito, outros fatores também causaram dúvidas nos médicos. Minhocas no olho são bem raras na Índia, e os profissionais que atenderam o rapaz declararam nunca ter visto esse tipo de verme nessa condição. Em outras ocasiões, eram outras espécies de parasitas, conforme contou ao Live Science o oftalmologista e cirurgião de olhos Dr. Bhagabat Nayak.

Tipo de mosca da fruta

O médico, que trabalha no Centro de Ciências Oftalmológicas da capital Indiana, é coautor da reportagem. Ele argumentou ainda que a espécie de inseto transmissor da doença geralmente é mais comum em regiões e florestas tropicais, como nas partes oeste e central da África. A suspeita, então, é que a ocupação do homem pode ter contribuído para a contaminação. O rapaz é vendedor de frutas, e as moscas que vivem nesse tipo de alimento também podem carregar o parasita.

Outro ponto que pode ter contribuído bastante é a época em que ocorreu a contaminação. Segundo a reportagem, o caso aconteceu em agosto de 2014, durante a temporada de chuvas, período em que os insetos transmissores tendem a se reproduzir.

O parasita e a cirurgia de remoção

O rapaz de 25 anos teve o verme retirado e relatou melhora na condição da visão, sem a presença das sombras e formas flutuantes, após duas semanas da cirurgia. O bicho foi identificado como um verme parasita L. loa macho adulto e, de acordo com o Dr. Zayak, deve ter se locomovido pelos vasos sanguíneos até chegar à cavidade vítrea ainda na forma larval. No olho, ele então cresceu e se desenvolveu.

A opção por remoção cirúrgica, em vez de usar medicamentos para matar a minhoca, aconteceu porque as drogas poderiam causar danos à retina e à macula. Isso poderia afetar a visão de maneira definitiva, inclusive causando cegueira.

Você já teve algum tipo de infecção no olho? Conte pra gente como foi no Fórum do Mega Curioso

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.