Descubra as nojeiras invisíveis escondidas em um gole da baía de Guanabara
516
Compartilhamentos

Descubra as nojeiras invisíveis escondidas em um gole da baía de Guanabara

Último Vídeo

Um estudo encomendado pela Associated Press afirma que apenas um gole da água da baía de Guanabara – o equivalente a 3 colheres de chá – é o suficiente para uma pessoa contrair doenças potencialmente letais. Cerca de 1,4 mil atletas da vela e do windsurf vão competir nessas águas durante os Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro.

A pesquisa foi realizada pela Universidade Feevale, do Rio Grande do Sul, que descobriu um alto nível de vírus, bactérias e outros micróbios nas águas da baía. Segundo os estudiosos, as cargas virais no local são 1,7 milhão de vezes maiores do que um nível de concentração seguro.

Diante disso, os pesquisadores apontam que as águas não são próprias para a natação. De certa forma, isso reitera a recomendação de um biólogo da Universidade da Flórida que pediu que os atletas não mergulhassem de cabeça na baía de Guanabara.

Baía de Guanabara é praticamente um esgoto a céu aberto

Mas o que tem nela?

Que as águas estão poluídas, sabemos bem: basta olhar para a sujeira e imaginar a quantidade de nojeira microscópica que se esconde por lá. Os pesquisadores fizeram uma lista de tudo que é possível encontrar em apenas um golinho dessa água:

  • Coliformes: essas bactérias não são necessariamente prejudiciais, mas sua presença pode significar que outras bactérias mortais podem estar por lá.
  • Clostridium: micróbio que causa botulismo, tétano e inflamação no cólon.
  • Gammaproteobacteria: um elevado nível desse tipo de bactéria, que pode causar infecções intestinais.
  • Klebsiella: pode causar pneumonia e outras infecções do sistema respiratório.
  • Supermicróbios resistentes a antibióticos: bactérias que causam cólera, pneumonia e infecções intestinais e que são resistentes a vários medicamentos.
  • Bacillus: bactéria que causa intoxicação alimentar.
  • Adenovírus: vários tipos de vírus que podem causar resfriados, diarreias, pneumonias e bronquites.
  • Rotavírus: pode gerar dor de estômago, vômito e diarreia.

De acordo com a pesquisa, a concentração desses inimigos invisíveis é altíssima, por isso a preocupação de que a água da baía possa vir a causar algum tipo de doença nos atletas que competirão nos Jogos Olímpicos. Para piorar, as próprias algas da baía estão proliferando ao se alimentar do fósforo e do nitrogênio do esgoto. Essas algas são prejudiciais, já que acabam com o oxigênio da baía, levando os peixes à morte.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.