Sono pode ser o novo culpado por sabotar a sua dieta

Sono pode ser o novo culpado por sabotar a sua dieta

Último Vídeo

Aquela regrinha das oito horas de sono tem os seus fundamentos e comprovações científicas. Mas se você é ou já foi um jovem universitário ou mesmo trabalha com plantões intermináveis na área da medicina, sabe que é demasiadamente complicado manter o sono e a alimentação correta em dia. A boa notícia é que uma nova pesquisa divulgada no American Journal of Lifestyle Medicine, com autoria de Mickey Trockel, aponta que você não é o único culpado por preferir comer uma pizza à noite ao invés de recorrer às frutas.

A cientista de nutrição Maryam Hamidi conduziu uma experimentação com 245 médicos de Stanford sobre os efeitos do sono na alimentação e vice-versa. A ideia inicial para o estudo veio dos próprios desejos alimentares de Hamidi durante os seus plantões. Segundo a cientista, quanto maior o tempo trabalhado, maior o desejo por alimentos não saudáveis. Embora a profissional responsabilize, de certa forma, os próprios estabelecimentos, como os hospitais, que costumam oferecer máquinas com salgadinhos e refrigerantes como opções rápidas, a pesquisa também fala sobre o aspecto fisiológico ligado à tomada de decisões alimentares.

Fonte: Pixabay

O sono e as decisões alimentares

Segundo a pesquisa, o sono inadequado tende a diminuir a função cerebral, prejudicando diretamente o raciocínio lógico para a tomada de decisões assertivas, também, em relação à alimentação. Outro agravante entra na lista dos sabotadores de dieta se pensarmos na função dos alimentos não saudáveis no organismo. O açúcar, por exemplo, fornece uma solução rápida para o corpo ganhar energia, porém, com esse tipo de alimento, outros males como o aumento de gordura e do sódio podem causar outros danos a longo prazo.

A solução, por outro lado, também é levantada pela própria pesquisa. Segundo Hamidi, que vive essa realidade em seu dia-a-dia na área da medicina, com plantões prolongados, ter opções saudáveis por perto pode auxiliar também a combater a fadiga durante o trabalho. A sugestão da especialista é deixar alimentos, como frutas, nozes, vegetais ou mesmo barras de cereais, sempre por perto.

"Aumentar o acesso dos médicos a opções saudáveis de lanches perto de suas áreas de trabalho e criar um ambiente com muitas opções saudáveis pode ajudar a reduzir a fadiga durante o dia", concluiu a especialista.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.