Seja o primeiro a compartilhar

Superpoderes: 6 pessoas reais que possuem sentidos apurados

Usamos nossos sentidos cotidianamente ao ponto de nem notarmos que estamos fazendo isso. Mas existem pessoas que, por diferentes razões, têm seus sentidos aguçados, tão incríveis que parecem até super-heróis.

Porém, tratam-se de seres comuns, como você e eu, mas cujas percepções sensoriais estão mais apuradas que as nossas. Nem sempre essa condição vai ser encarada com alegria, porque afeta a maneira como nos relacionamos com o mundo. Ficou curioso? Então confira a história de 6 pessoas que vivenciam essa situação.

1. Concetta Antico

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Tetracromatismo é uma condição hereditária que acomete uma parcela pequena da população mundial, cujos olhos possuem mais receptores do que os de outras pessoas. Na prática, os olhos de um tetracromata detecta muito mais cores do que os demais. Uma tetracromata famosa é Concetta Antico, considerada a única artista com a condição no mundo.

Artista plástica, Antico produz pinturas cuja principal marca são as cores vibrantes que utiliza. Segunda a artista conta em entrevistas, diferente da maioria das pessoas que ao olhar uma folha de árvore enxergaria o verde, Concetta afirma ver diferentes cores que parte da borda da folha, da sombra projetada nela e até mais cores além do verde da própria planta.

2. Ben Underwood

Ben Underwood não era o Demolidor, mas tal qual o personagem da Marvel, conseguia levar uma vida relativamente comum mesmo sendo cego. Nascido em uma pequena cidade da Califórnia, Ben teve um câncer de retina quando tinha apenas três anos de idade, o que o levou a perder a visão.

Entretanto, ele desenvolveu um método que o tornou apto a correr e praticar esportes, baseado em produzir ruídos regulares com a língua, como uma espécie de sonar, como o dos morcegos. Infelizmente, o câncer avançou e Ben faleceu em 2009, aos 16 anos de idade.

3. Natasha Demkina

Natasha Demkina não é integrante dos X-Men, mas possui a habilidade de raio X em seus olhos, condição que começou a se manifestar quando era uma garotinha de 10 anos de idade. Tal qual um equipamento de radiografia, Demkina conseguia ver as pessoas por dentro, enxergando seus órgãos.

Pesquisadores tentaram nos últimos anos verificar se esta habilidade é real, algo que Demkina se nega a permitir. Desta maneira, a comunidade científica não acredita na garota, ainda que ela já tenha conseguido atestar gestações em estágios iniciais, por exemplo.

4. Stephen Wiltshire

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Stephen Wiltshire é um artista peculiar, já que seu trabalho envolve uma qualidade que não tem tanta relação com o que imaginamos de técnicas artísticas. Isso porque ele tem a habilidade de desenhar grandes paisagens de memória, vendo-as apenas uma única vez

Sua fama cresceu ao ponto de ter virado tema de um documentário Billions of Windows, em que narra sua trajetória. Chegou a ter uma galeria permanente no Royal Opera Arcade, em Londres

5. Ramin Djawadi

Ramin Djawadi é um compositor muito famoso entre os geeks. Entre seus trabalhos mundialmente reconhecidos, podemos citar as trilhas de Homem de Ferro, Game of Thrones, Eternals e Westworld, além das ambientações de games como Medal of Honor. Protegido de Hans Zimmer, Djawadi possui uma habilidade, além da musical, conhecida como sinestesia.

Essa é uma condição na qual a ativação de um sentido reverbera em outro. No caso dele, é gerada uma correlação entre cores e música, o que lhe rendeu a capacidade de tocar suas canções apenas de memória, sem uso de nenhuma partitura.

6. Vincent Van Gogh

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

As pinturas criadas por Van Gogh são reconhecidas mundialmente, mas o que nem todo mundo sabe é que o artista também tinha sinestesia. No caso do pintor, ele sofria de cromestesia, que é quando um ser humano liga cores a sons — sim, a mesma que Ramin Djawadi.

Diferente de outros artistas, cujas condições ajudam a potencializar seus talentos, Van Gogh sofreu muito com sua cromestesia. Ele chegou a tentar entrar na música fazendo aulas de piano. Porém, seu professor confundiu sua condição especial com loucura e o expulsou sumariamente. Uma lástima.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.