Dia Mundial da Doação de Sangue: conheça 5 benefícios para quem doa
13
Compartilhamentos

Dia Mundial da Doação de Sangue: conheça 5 benefícios para quem doa

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Caso você não saiba, hoje é o Dia Mundial da Doação de Sangue — e a gente nem precisa falar sobre a importância de doar sangue regularmente, né? Mas, e sobre as vantagens para quem participa das campanhas e dá um pouquinho de si para o próximo, o que você sabe? Pois é, caro leitor, quem doa saúde também ganha saúde! Quer ver? Confira a seguir:

1 – Coração mais saudável

Apesar de o ferro ser essencial para que o nosso organismo funcione direitinho, o acúmulo desse elemento pode ocasionar o estresse oxidativo, uma condição relacionada ao surgimento de diversos problemas de saúde, como o Parkinson, o Alzheimer e a aterosclerose. Além disso, estudos revelaram que o excesso de ferro pode aumentar o risco de derrames e ataques cardíacos. Pois as doações regulares podem ajudar a manter os níveis de ferro sob controle, especialmente em homens, sabia?

2 – Menor risco de desenvolver câncer

Além de o excesso de ferro poder ocasionar o estresse oxidativo — conforme explicamos no item anterior —, seu acúmulo no organismo pode levar ao surgimento de alguns tipos de câncer, como o de intestino, o de pulmão e o de fígado. Portanto, as doações regulares também ajudam a evitar que essas terríveis doenças se desenvolvam, pois mantêm os níveis de ferro em equilíbrio.

3 – Queima de calorias

Sabia que uma simples doação de sangue pode levar à queima de 650 calorias? Tanto que a pratica regular é recomendada a pessoas que estão tentando perder peso — mas é importante lembrar que o doador precisa estar com a saúde em dia e ter níveis saudáveis de ferro no organismo. Além disso, é imprescindível respeitar os intervalos mínimos entre as doações, que variam entre 2 e 3 meses.

4 – Fígados protegidos

O fígado, como você deve saber, tem uma porção de funções importantes no nosso organismo, entre elas ajudar a processar proteínas, vitaminas, minerais, gorduras e carboidratos e converter a glicose em glicogênio — a principal reserva de energia das células —, bem como auxiliar em seu armazenamento. O órgão também atua na purificação do sangue e na síntese de proteínas plasmáticas e agentes coagulantes.

Pois nós já falamos bastante em como o acúmulo de ferro no organismo pode ser prejudicial à saúde, certo? Então, ele também pode causar sérios danos ao fígado, especialmente porque é principalmente esse órgão que, junto com o pâncreas, absorve e armazena o excesso de ferro. Assim, as doações regulares ajudam a evitar problemas como a cirrose e a insuficiência hepática.

5 – Melhor fluxo sanguíneo

Estudos apontaram que questões como estresse, ansiedade, dietas ricas em açucares, altos índices de ácido úrico, colesterol elevado, tabagismo etc. podem contribuir para a hipercoagulação do sangue, isto é, torná-lo mais “grosso” e menos fluido. Isso, por sua vez, pode levar a um maior risco de tromboses e derrames, assim como inflamações, já que o fluxo reduzido evita que o oxigênio chegue a todos os tecidos como deveria.

Entretanto, pesquisas revelaram que as doações frequentes podem ajudar o sangue a fluir melhor e prevenir o entupimento de artérias e danos às paredes internas de vasos sanguíneos. Além disso, as estatísticas sugerem que os doadores de sangue são hospitalizados com menos frequência e recebem alta mais depressa do que os não doadores.

Importante!

Vale destacar que os requisitos básicos para a doação de sangue são:

  • Pesar no mínimo 50 quilos;
  • Estar em boas condições de saúde;
  • Ter dormido pelo menos 6 horas nas últimas 24 horas;
  • Estar alimentado;
  • Ter entre 16 e 69 anos de idade — lembrando que os menores de 18 anos precisam de autorização para doar;
  • Apresentar documento original com foto recente;
  • Respeitar o intervalo mínimo entre as doações — 2 meses para os homens e 3 para as mulheres.

***

Você sabia que o Mega Curioso também está no Instagram? Clique aqui para nos seguir e ficar por dentro de curiosidades exclusivas!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.