7 personagens que eram gays nos livros e viraram héteros nos filmes
3.248
Compartilhamentos

7 personagens que eram gays nos livros e viraram héteros nos filmes

Último Vídeo

1. Cabo Fife – “Além da Linha Vermelha”

No livro de James Jones publicado em 1962, existe todo um capítulo mostrando como o cabo Fife (vivido no cinema por Adrien Brody) seduz o soldado Bead (Nick Stahl) durante uma noite chuvosa dentro da barraca – basta dizer que esta foi "bem" armada. A adaptação cinematográfica de 1998, entretanto, corta toda essa sequência e não existe nenhuma menção sobre a sexualidade desses personagens.

2. Justin McLeod – “O Homem Sem Face”

Mel Gibson estreou na direção em 1993 adaptando um livro de Isabelle Holland lançado 21 anos antes. Gibson também interpretou o personagem principal da produção, que era originalmente gay, mas se tornou hétero nos cinemas.

3. Pussy Galore – “007 Contra Goldfinger”

Além de mudar características físicas da personagem, que no livro era morena e passou a ser loira no cinema, o terceiro filme do 007 também alterou a sexualidade de Pussy Galore! “Goldfinger”, sétimo livro sobre o agente secreto escrito por Ian Fleming, trazia uma bondgirl lésbica que era agarrada à força por James Bond – essa cena, entretanto, apareceu no longa-metragem.

4. Don Birnam – “Farrapo Humano”

O longa-metragem de Billy Wilder arrebatou a crítica em 1945, ganhando os Oscars de melhor filme, melhor diretor, melhor ator (Ray Milland) e melhor roteiro. Trata-se da história de Don Birnam, um fracassado escritor que se torna alcoólatra. No livro de Charles Jackson, lançado um ano antes do filme, o personagem também se tortura por memórias homoafetivas de sua adolescência, algo que ficou de fora nos cinemas.

5. Paul Varjak – “Bonequinha de Luxo”

No livro de Truman Capote, a personagem Holly Golightly, interpretada no cinema por Audrey Hepburn, se refere Paul Varjak como uma “maude”, uma gíria norte-americana da época que se referia a um prostituto homossexual. Isso mudou totalmente nas telonas, com Varjak sendo interpretado por George Peppard e virando o mocinho da história.

6. Ruth Jamison – “Tomates Verdes Fritos”

No livro de Fannie Flagg, de 1987, a relação de Ruth e Idge, vividas no cinema por Mary-Louise Parker e Mary Stuart Masterson, respectivamente, era muito mais definida e lésbica. Esse envolvimento ficou extremamente superficial no longa-metragem de 1991, inclusive com Ruth sofrendo a perda de um grande amor masculino e apanhando em um casamento abusivo.

7. Celie Johnson – “A Cor Púrpura”

No filme de 1985, Celie (Whoopi Goldberg) e Shug (Margaret Avery) trocam um beijinho, em algo que foi defendido por Whoopi, na época, como algo puramente fraternal e cheio de ternura, mas com nenhuma conotação lésbica. Entretanto, no livro de Alice Walker, lançado em 1982, as duas personagens vão muito além de trocaram só um beijo.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.