1.658
Compartilhamentos

Polonês passa metade da vida escrevendo do número 1 ao infinito

Algumas artes são tão conceituais que levarão anos para a humanidade compreender sua importância. É o exemplo do maior GIF do mundo, que pretende passar números até o ano de 3017. O polonês Roman Opalka tinha um projeto semelhante, mas ele era numerólogo #raiz, e não #nutella.

Em 1965, ele começou escreveu o algarismo “1” em uma tela em branco e resolveu continuar a sequência. No primeiro dia, ele parou no “400”, mas transformou essa ideia em um projeto de vida. Pelos 46 anos seguintes, Opalka trabalhou naquilo que chamou de “imagem filosófica e espiritual da progressão do tempo, da vida e da morte”. Ele morreu às vésperas de completar 80 anos, tendo chegado à incrível marca numeral de “5.607.249”.

Para você ter uma ideia da magnitude dessa obra, seria como se o cara tivesse escrito um número por segundo durante quase 65 dias sem parar! Claro que ele foi fazendo esse trabalho aos poucos, mexendo nele todos os dias. A obra final foi intitulada “1965/1-∞” e acabou antes do tempo, já que Opalka pretendia chegar ao menos até o “7.777.777” – um número com significado profundo tanto para a filosofia quanto para a religião.

Roman Opalka trabalhando em sua obra

Claro que fica difícil verificar se ele realmente não pulou nenhum número, já que eles foram escritos em 222 telas diferentes, com tamanho de 195 x 135 cm. Além disso, ele usou uma tinta bem clarinha sobre uma tela em branco; logo, é preciso chegar perto para enxergar a numeração.

Para piorar, a partir de 1972 Opalka resolveu deixar cada tela ao menos 1% mais branca que a anterior. Em 2008, ele chegou ao limite de pintar branco sobre branco – algo que permaneceu nos próximos três (e últimos) anos do projeto. Haja paciência, hein? 

As telas foram ficando cada vez mais claras

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.