Espada de samurai do século 12 é descoberta “esquecida” em templo japonês
01
Compartilhamento

Espada de samurai do século 12 é descoberta “esquecida” em templo japonês

Último Vídeo

Nós do Mega Curioso já compartilhamos por aqui várias matérias sobre coisas incríveis que pessoas encontraram em cantos esquecidos de suas casas, como múmias, obras de arte, dinheiro, joias, passagens secretas, estruturas medievais, enfim, de tudo — incluindo outras pessoas. Vivas. E mortas. Pois agora foi a vez de um templo no Japão encontrar acidentalmente uma raridade de valor inestimável.

Achado

De acordo com Brittany Vincent, do site Geek.com, monges de um templo chamado Kasuga Taisha foram vasculhar o ático do local e encontraram diversas espadas cobertas de poeira e ferrugem e em mau estado guardadas por lá. Então, durante um tipo de cerimônia ou ritual (desculpe, mas não sabemos ao certo) que é realizada periodicamente no templo, as lâminas foram limpas e afiadas — e foi então que a preciosidade foi descoberta entre as demais armas.

Na verdade, conforme explicou Katie Serena, do site All That Is Interesting, os objetos foram descobertos em 1939, mas só recentemente foram restaurados. Entre eles está a espada de samurai que mencionamos e, segundo os especialistas, ela foi produzida durante o Período Heian, compreendido entre os anos de 794 e 1185.

A lâmina conta com pouco mais de 80 centímetros de comprimento e é ligeiramente curva — característica que ajudou os historiadores a datarem o artefato e o identificarem como sendo uma espada kohoki. Os registros apontam que ela foi presenteada ao templo entre os períodos Nanboku-cho (1336-1392) e Muromachi (1338-1573) e, portanto, é provável que a arma fosse uma espécie de tesouro familiar que foi sendo passado de uma geração a outra até ser entregue aos monges.

Espada de samurai(All That Is Interesting/The Asahi Shimbun/Getty Images)

Com relação a quem pode ter fabricado a espada, embora não existam marcas na lâmina que indiquem a identidade da pessoa que produziu a peça, os restauradores encontraram alguns padrões no cabo que se parecem bastante aos criados por um renomado artesão da época conhecido como Yasutsuna.

Depois de limpa e restaurada, a peça se transformou em uma das espadas de samurai mais antigas em existência no Japão e seu valor histórico é inestimável. A arma se encontra em exposição no Museu Kasugataisha, situado no templo Kasuga Taisha mesmo, e poderá ser apreciada pelos visitantes até o dia 26 de março. Viu só? Nunca se sabe quando um tesouro pode ser descoberto em um canto esquecido!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.