7 das bibliotecas mais arrepiantes do mundo

7 das bibliotecas mais arrepiantes do mundo

Último Vídeo

Com os avanços tecnológicos, muitas pessoas deixaram de visitar as bibliotecas. Mas ainda existem vários desses locais que além de serem guardiões do conhecimento, tecnologia e recursos sociais, também são possuem uma beleza e arquitetura que chegam a tirar o fôlego. Contudo, outras possuem histórias ou obras que podem chocar seus visitantes. Separamos uma lista com sete bibliotecas bem arrepiantes. Confira abaixo!

1. Coleção Inglesa de Broadsides de Crimes e Execuções, Massachusetts, EUA

(Fonte: Harvard/Reprodução)(Fonte: Harvard/Reprodução)

Esta aqui não é realmente uma biblioteca, e sim uma coleção incomum que pertence a biblioteca da Universidade de Direito de Harvard. Estes broadsides – grandes folhas de papel com impressões apenas em um lado – apresentam punições para crimes como incêndio criminoso, violência sexual, agressão e assassinato que ocorreram entre 1735 e 1868 na Inglaterra e no País de Gales. As folhas também contêm os discursos finais dos condenados, confissões e até mesmo as cenas sangrentas das execuções e dos crimes. Sinistro, não?

2. Biblioteca Patee, Universidade Estadual da Pensilvânia, EUA

(Fonte: Listverse/Reprodução)(Fonte: Listverse/Reprodução)

A biblioteca dessa universidade foi palco para uma história que parece trama de um filme de suspense. Em 28 de novembro de 1969, Betsy Ruth Aardsma, uma jovem com apenas 22 anos, foi esfaqueada até a morte no porão. A polícia considerou vários suspeitos para o crime, como o namorado da moça e até o serial killer Ted Bundy, mas no final, não foi possível descobrir o motivo do ato e o assassino nunca foi preso. Para quem acredita em fantasmas, talvez seja melhor evitar andar por este porão sozinho...

3. Biblioteca Médica Histórica, Filadélfia, EUA

(Fonte: Faculdade de Medicina da Filadélfia/Reprodução)(Fonte: Faculdade de Medicina da Filadélfia/Reprodução)

Situada no Faculdade de Medicina da Filadélfia, ela serviu como a biblioteca médica central da cidade desde sua criação em 1788 e até cerca de 150 anos depois.

Considerada uma das coleções essenciais para o conhecimento médico norte-americano, este acervo possui mais de 400 edições impressas antes de 1501, com livros e ilustrações exibindo com muitos detalhes alguns dos procedimentos médicos mais angustiantes que já existiram, como a trepanação - ato de perfurar buracos no crânio do paciente. 

Com certeza é uma fonte essencial de conhecimento, mas não recomendada para aqueles que não tem um estômago forte...

4. Biblioteca de Newberry, Chicago, EUA

(Fonte: Listverse/Reprodução)(Fonte: Listverse/Reprodução)

Além de sua enorme coleção de textos religiosos, a Newberry conta com um livro de feitiços do século XVII, que foi escrito por duas bruxas desconhecidas. Intitulado The Book of Magical Charms (O Livro dos Feitiços Mágicos), esse exemplar contém feitiços para várias situações, indo desde trapacear nos dados até ressuscitar os mortos. E alguns desses encantamentos requerem ingredientes bem incomuns, como os dentes de um cadáver.

A coleção da Biblioteca de Newberry também guarda dois outros volumes assustadores, The Commonplace Book (O Livro Comum) e Cases of Conscience Concerning Witchcraft (Casos de Consciência Sobre Bruxaria), sendo o último escrito por Increase Mather, homem responsável por sentenciar vários julgamentos de bruxas em Salem.

Uma curiosidade legal é que em 2017, a Newberry pediu ajuda do público para traduzir textos de ocultismo, disponibilizando várias obras online para que especialistas em latim, bruxaria ou inglês medieval pudessem dar uma olhada.

5. Biblioteca de Livros Raros Thomas Fisher, Toronto, Canadá

(Fonte: Listverse/Reprodução)(Fonte: Listverse/Reprodução)

Para quem curte criaturas monstruosas, como dragões, basiliscos e mantícoras, acabou de encontrar sua coleção ideal. Esta biblioteca é especializada em manuscritos sobre animais de origem desconhecida, com exemplares recheados de ilustrações de criptas estranhas e tribos de humanos com cabeças de cachorro, como na edição de 1559 de Cosmographia, famoso livro de Sebastian Münster. 

O local tem tantos exemplos de monstros, que chegou a fazer uma exposição chamada De Monstris em 2018, como uma forma de exibir seu zoológico peculiar.

6. Biblioteca de Marionetes de Nova York, EUA

(Fonte: Listverse/Reprodução)(Fonte: Listverse/Reprodução)

Localizada no Brooklyn College e com quase 100 marionetes incomuns, esta biblioteca pode ser até divertida durante o dia, mas com certeza não é um lugar muito bom para se estar durante a noite. 

Outro ponto de arrepiar os cabelos é que os bonecos, sendo alguns gigantes, ficam armazenados a seis metros do chão, então no caso de um empréstimo, é preciso subir uma escada situada nas vigas, enquanto centenas de olhos de vidro inexpressivos ficam encarando...

7. Universidade da Dinamarca do Sul, Dinamarca

(Fonte: Listverse/Reprodução)(Fonte: Listverse/Reprodução)

O acervo de livros desta universidade dinamarquesa realmente leva o ditado “não julgar um livro pela capa” para um patamar totalmente diferente. Isso porque pelo menos três de seus livros raros, datados dos séculos XVI e XVII, possuem grandes concentrações de arsênico em suas capas. O envenenamento por esta substância pode causar náusea, câncer e até morte. 

Por isso, os livros são armazenados em caixas de proteção especiais, e seu manuseio é fortemente desencorajado. Isso que é conhecimento letal, não?

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.