Fios de cabelo de Abraham Lincoln são vendidos por US$ 80 mil

Fios de cabelo de Abraham Lincoln são vendidos por US$ 80 mil

Último Vídeo

Você pagaria US$ 80 mil por uma mecha de cabelo? Não, né? Dificilmente alguém gastaria essa fortuna por um item tão banal. Mas se a mecha em questão fosse de um dos mais célebres personagens da história... quem sabe?

Foi justamente isso que aconteceu em um leilão realizado em Boston, nos Estados Unidos, pela casa RRAuction. Um comprador — que prefere se manter anônimo — desembolsou essa quantia para arrematar fios de cabelo (originais!) de ninguém menos que Abraham Lincoln. 

Lincoln foi o 16º presidente dos Estados Unidos e entrou para a história por ter abolido a escravidão no país em seu mandato. E por também ter sido assassinado no teatro, enquanto assistia a uma peça, ao lado da mulher e de amigos. 

Guardados por 155 anos!

Os fios de cabelo, amarelados pelo tempo, permaneceram guardados e desconhecidos do público por 155 anos. A mecha foi cortada da cabeça do presidente um dia após sua morte em 15 de abril de 1865

De acordo com a RRAuction, o cabelo foi dado ao médico Lyman Beecher Todd, primo da primeira-dama Mary Todd Lincoln, que fez o exame do corpo um dia após a tragédia e ficou ao lado do presidente até sua morte. 

Sem elástico ou vidros disponíveis, Lyman colocou a mecha dentro de um telegrama, que estava em seu bolso.

O telegrama e a mecha de cabelo de um dos mais famosos presidentes dos Estados Unidos. (Fonte: RRAuciton / Divulgação)O telegrama e a mecha de cabelo de um dos mais famosos presidentes dos Estados Unidos. (Fonte: RRAuciton / Divulgação)

Relíquia de família

Mas onde estava essa relíquia durante todos esses anos? Em uma carta datada em 12 de fevereiro de 1945, o filho do médico, James A. Todd, descreveu os detalhes da história: "A mecha de cabelo foi cortada e dada a meu pai no exame postmortem e se manteve na família por todos esses anos". 

Na descrição do item, a casa de leilão deu mais detalhes da história: “O cabelo foi guardado em um telegrama do Departamento de Guerra enviado ao Dr. Todd por George H. Kinnear, seu assistente, na agência de correios da Lexington, Kentucky, e recebido em Washington às 23h do dia 14 de abril de 1865,”.

O telegrama também é valioso. Foi enviado minutos após o político ter levado o tiro que o matou horas depois. No papel, o médico escreveu a lápis: "Cabelo de A. Lincoln". 

A pequena mecha com a letra do médico com os dizeres: "Cabelo de A. Lincoln". (Fonte: RRAuction / Divulgação)A pequena mecha com a letra do médico com os dizeres: "Cabelo de A. Lincoln". (Fonte: RRAuction / Divulgação)

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.