734
Compartilhamentos

Artista nigeriano faz retratos realistas apenas com caneta azul

Pode acreditar: as imagens que você vai ver nesse post são desenhos feitos apenas com papel e caneta. Eles são obras do artista nigeriano Oscar Ukonu, que atraiu milhares de fãs em todo mundo com seus retratos hiper-realistas que celebram a identidade e o orgulho negros, dentro da tendência do afro-realismo. 

Além de tudo, Ukonu é autodidata: ele começou a desenhar com nove anos e se interessou pelo hiper-realismo quando estudava arquitetura. Ele utilizou lápis por um tempo, até que descobriu nas canetas esferográficas — essas mesmas que a gente usa o tempo todo — a ferramenta perfeita para criar suas obras de arte. 

Sim! Os desenhos do nigeriano são verdadeiras obras de arte, com direito a exposições em galerias. Veja os retratos e tire suas próprias conclusões.

Fonte: @oscarukonu/Instagram
(Fonte: @oscarukonu/Instagram/Reprodução)
Fonte: @oscarukonu/Instagram
(Fonte: @oscarukonu/Instagram/Reprodução)
Fonte: @oscarukonu/Instagram
(Fonte: @oscarukonu/Instagram/Reprodução)
Fonte: @oscarukonu/Instagram
(Fonte: @oscarukonu/Instagram/Reprodução)
Fonte: @oscarukonu/Instagram
(Fonte: @oscarukonu/Instagram/Reprodução)

Um exercício de tempo e paciência

Para chegar nos resultados incríveis que você viu nesse post, Ukonu segue um processo criativo complexo — descrito por ele como “um exercício de tempo e paciência”. Isso porque, da ideia inicial até o retrato pronto, o artista precisa de algo entre 200 e 400 horas. 

O homem explica que antes de colocar a caneta no papel, ele trabalha em ideias, tirando fotografias de seus modelos e fazendo rascunhos da obra: ele tira mais de 100 fotos, seleciona as 10 melhores e só depois começa a desenhar. 

Nenhum projeto é reprodução fiel das imagens: ele “mistura” as fotos escolhidas para chegar ao desenho final que melhor retrata a ideia que quer transmitir. Na nossa humilde opinião, todo esse trabalho vale muito a pena!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.