Mulher judia de 102 anos revela como era morar ao lado de Hitler

A judia Alice Frank Stock soube desde cedo em sua vida o significado da expressão “o inimigo mora ao lado”. Hoje com 102 anos de idade, a mulher decidiu contar sua história sobre como foi morar no mesmo quarteirão que Adolf Hitler uma década antes do início da Segunda Guerra Mundial.

Segundo o jornal britânico Bristol Post, Stock vivia com a sua família em Prinzregentenplatz, uma vizinhança de Munique, na Alemanha, durante os anos 1920 e 1930. O que eles não sabiam na época, porém, é que o mesmo “prédio amável” era habitado pelo homem responsável pelo holocausto.

Dividindo prédio com Hitler

(Fonte: Alice Frank Stock)
(Fonte: Alice Frank Stock)

Segundo o relato de Alice, a mulher nunca soube ao certo qual era o apartamento do ditador nazista, mas sabia que era perto o suficiente do seu para vê-lo entrando e saindo do prédio junto de vários oficiais da SS. Apesar de Adolf Hitler ter nascido na Áustria, ele se mudou ainda cedo para a Alemanha visando alcançar sua sede de poder.

Morando em Munique, Hitler almejou o título de chanceler em 1933 e deu início ao seu mandato de terror. Em certa época, rumores apontavam que Geli Raubal — amada sobrinha do ditador — teria se matado dentro do apartamento do comandante do Terceiro Reich.

Sobre esse fato, Stock comentou ter uma vaga lembrança de ver o que seria o caixão de Raubal sendo removido de dentro da residência do imperador nazista. De acordo com a mulher, viver tão próxima de Adolf Hitler era um grande facilitador para uma série de encontros desagradáveis.

Sobrevivendo à ameaça nazista

(Fonte: Alice Frank Stock)
(Fonte: Alice Frank Stock)

Ao passo que o governo nazista foi tomando conta da Alemanha, o pai de Alice foi dispensado de seu cargo como juiz e a jovem judia foi proibida de frequentar as escolas alemãs por sua religião. Além de tudo, o pai da família Stock quase foi mandado para um campo de concentração, mas foi “poupado” por já ser muito velho e pela maioria deles já estarem cheios.

A família, então, decidiu que era hora de sair do país e fizeram as malas para Londres, na Inglaterra, onde fizeram morada dias antes dos nazistas invadirem a Polônia em 1939. 

Atualmente, tendo todas as informações sobre o holocausto, pode-se dizer que Alice Stock e sua família viveram um verdadeiro milagre ao terem conseguido escapar das garras do Führer mesmo dormindo a poucos metros de distância de seu apartamento.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.