Seja o primeiro a compartilhar

O que fez Cabral em 1500? Descobriu ou conquistou o Brasil?

Daqui a menos de uma semana, estaremos comemorando 521 anos da descoberta do Brasil, pelo navegador Pedro Álvares Cabral. No entanto, esse registro histórico é contestado por muitos historiadores que, com muita propriedade, se perguntam se o termo certo seria mesmo “descoberta” uma vez que, antes da chegada dos portugueses, já havia pessoas morando aqui, nas terras brasileiras.

Utilizar o termo “descobrimento” representa, portanto, repetir o discurso do colonizador português que, com base em seu etnocentrismo, tinha uma visão de mundo centrada em sua própria nação, seu próprio povo, seus domínios. Dessa forma, os portugueses em momento algum levaram em consideração que os indígenas já conheciam o território que, vamos combinar, era deles.

Fonte: Museu de Belas Artes/ReproduçãoFonte: Museu de Belas Artes/Reprodução

Quando a expedição de Cabral chegou às terras do sul da Bahia naquele longínquo 1500, não se tratava de um descobrimento, pois já havia um povo na terra que os europeus então conheceram. Portanto, o que ocorreu foi o início de uma conquista, ou seja, domínio, exploração das riquezas e, o que é pior, aculturamento dos habitantes.

Não se pensou nem em estabelecer qualquer tipo de relacionamento, somente a imposição de uma cultura que, já em um primeiro momento, buscou cristianizar e escravizar os indígenas para dar início a um processo colonizador. E qualquer tentativa de conflito entre os dois povos, que possuíam cultura e modos de viver tão distintos, seria resolvido eliminando-se os nativos da terra, como continua sendo feito até hoje.

Os portugueses foram mesmo os primeiros a chegar ao Brasil?

Fonte: Brechando/ReproduçãoFonte: Brechando/Reprodução

Além de a “descoberta” do Brasil ser descartada, a própria afirmação de que a esquadra de Cabral foi a primeira a aportar aqui tem sido questionada por historiadores, que apontam documentos da época indicando que outros navegadores já haviam chegado às terras brasileiras, como o navegador português Duarte Pacheco Pereira, o italiano Américo Vespúcio e os espanhóis Vicente Yañes Pinzón e Diego de Lepe.

Além disso, a chegada de Pedro Álvares Cabral ao Brasil nada teve de acaso ou de eventos climáticos. Tratava-se, isso sim, de garantir deliberadamente os direitos de Portugal sobre as terras garantidas pelo tratado de Tordesilhas, acordo firmado entre o rei Dom João II de Portugal e os reis católicos da Espanha (Isabel de Castela e Fernando de Aragão).  

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.