Seja o primeiro a compartilhar

Os contos de fadas mais famosos de todos os tempos

Os tradicionais contos de fadas sobrevivem há séculos no imaginário de todos, e isso não é por acaso: eles são capazes de traduzir ideias complexas e são cativantes a ponto de ficar na memória de quem os ouve. 

Além disso, hoje são constantemente adaptados para as telas de cinema e livros modernos, o que contribui para deixar as antigas histórias cada vez mais interessantes a um público cada vez maior. Sendo assim, apresentamos aqui uma lista dos contos de fadas mais conhecidos no mundo todo.

1. Cinderela

(Fonte: Reprodução)(Fonte: Reprodução)

Essa é uma das histórias mais clássicas: uma moça esforçada maltratada pela madrasta e pelas duas irmãs más. Um dia, ela recebe a visita de uma fada-madrinha que a ajuda a ir um baile real, no qual um príncipe se apaixona pela jovem e depois a procura por conta do sapatinho de cristal que ela deixou para trás.

A versão mais conhecida de Cinderela entre nós é a que foi registrada pelo escritor francês Charles Perrault, no século XVII, sendo posteriormente adaptada ao clássico homônimo da Disney de 1950. No entanto, historiadores e amantes de literatura nunca entraram em um acordo em relação a qual das milhares de versões existentes é a original.

2. Chapeuzinho Vermelho

A personagem principal de Chapeuzinho Vermelho é reconhecida como rebelde.A personagem Chapeuzinho Vermelho é reconhecida como rebelde.

O conto Chapeuzinho Vermelho foi criado para orientar as crianças sobre como se defenderem de possíveis perigos, mas a personagem, com seu caráter meio rebelde, tornou-se uma espécie de heroína para muita gente. É a história de uma menina que recebe instruções específicas sobre que caminho seguir para conseguir visitar sua avó, mas não as segue. Por consequência disso, é enganada por um lobo, que come a avó dela e toma o seu lugar.

O mais curioso é que esse conto tem vários finais em diferentes países. Na versão publicada por Charles Perrault, a menina também é engolida pelo lobo. Em outras versões, que circularam na China, no Japão e na América, existem outros finais: ela é salva por um caçador ou o lobo vomita a avó e a neta.

3. Branca de Neve e os Sete Anões

Branca de Neve e os sete anos costuma gerar debates sobre a participação da protagonista.Branca de Neve e os Sete Anões costuma gerar debates sobre a participação da protagonista.

Mais uma história de uma bela jovem que é perseguida por outra mulher — no caso, uma rainha má que não aceita sua beleza. Ela acaba escapando da morte ao fugir para uma casa onde sete anões a acolhem, mas termina comendo uma maçã envenenada que a adormece, e a única forma de acordar e voltar à vida é um beijo de amor verdadeiro.

O conto é muito criticado por conta do papel passivo desempenhado pela Branca de Neve: ela basicamente nunca reage aos ataques da rainha e só é resgatada pela benevolência de um homem. O clássico inspirou o longa-metragem animado Branca de Neve e os Sete Anões, de 1937,  que foi o primeiro feito pela Disney.

4. A Bela e a Fera

A bela e a fera discute o poder transformador do amor.A Bela e a Fera discute o poder transformador do amor.

O enredo dessa história é muito romântico: uma mulher chamada Bela se oferece como refém para substituir uma condenação sofrida por seu pai, ficando presa no castelo de uma fera horrível. Quando Bela se apaixona pela fera, apesar de sua aparência, o "monstro" se transforma em um príncipe. 

A história de A Bela e a Fera gera muita identificação em todos nós, que já sentimos alguma vez que nosso valor interno não foi reconhecido. Também é bastante popular no cinema: há obras que reencenam o conto, sendo o mais famoso o clássico da Disney, de 1991.

5. João e o Pé de Feijão 

A história de João e o Pé de Feijão fala sobre a ambição humana.A história de João e o Pé de Feijão fala sobre a ambição humana.

Curiosamente, há menos contos de fadas com protagonistas homens do que mulheres. João e o Pé de Feijão é um desses poucos casos. Nessa obra, conta-se a história de um menino que troca a vaca da família por um punhado de feijões mágicos. Quando um pé de feijão gigante surge uma noite, João consegue escalá-lo e chega até um castelo de um gigante.

O tema central dessa história é a ambição e o desejo de chegar até o céu — um assunto recorrente e que se remete a várias narrativas, como a da Torre de Babel, presente na Bíblia. Há versões diferentes em países europeus, escandinavos e indígenas.

6.  A Bela Adormecida

Versão de A Bela Adormecida feita pelo artista Henry Meynell Rheam.Versão de A Bela Adormecida feita pelo artista Henry Meynell Rheam.

Por fim, outra história que hoje é reconhecida pela passividade de sua protagonista. A Bela Adormecida apresenta uma jovem que recebe, de uma bruxa que não foi convidada para o seu batismo, a maldição de dormir para sempre quando completasse 16 anos. Sua maldição só acabaria com o beijo de um príncipe.

Esse clássico também tem uma história curiosa: já gerou várias releituras (como uma versão musical criada pelo compositor russo Tchaikovsky em 1980), sendo a mais famosa, a animação da Disney, em 1959. Curiosamente, a Disney fez mais sucesso com Malévola, filme de 2014 que reconta a história da bela adormecida pela perspectiva da fada vingativa, interpretada por Angelina Jolie.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.