Seja o primeiro a compartilhar

'EstroGênias': programa incentiva participação de meninas na Ciência

O programa EstroGênias — Meninas na Ciência é voltado para estudantes de instituições de ensino público e tem como objetivo estimular a participação de alunas e, assim, promover a igualdade entre gêneros no âmbito da Ciência.

As inscrições para o programa foram abertas no ano passado e se encerraram no dia 3 de dezembro. Puderam participar institutos, escolas públicas, organizações, secretarias municipais e estaduais, bem como fundações de todo o Brasil.

Ao total, foram 303 instituições de ensino inscritas e, destas, 25 foram selecionadas.

O EstroGênias

Criado pelo Educacional em parceria com o micro:bit, LEGO Education, a FIRST LEGO League e a Disney, o programa EstroGênias patrocina ações nas áreas de Ciência, Tecnologia, Engenharia e Matemática (STEM) para oportunizar que meninas de 6 a 16 anos tenham contato com esses campos de estudo.

"Com o projeto EstroGênias, o Educacional ajuda as instituições a oferecerem uma educação em STEAM que rompe essas barreiras e mostra para as meninas que elas podem, sim, ser cientistas, programadoras, matemáticas e inventoras", contou Alex Paiva, gerente da LEGO Education no Educacional — Ecossistema de Tecnologia e Inovação.

Programa EstroGênias foi criado exclusivamente para instituições públicas (Fonte: Pexels/Reprodução).Programa EstroGênias foi criado exclusivamente para instituições públicas. (Fonte: Pexels/Reprodução).

Um kit de oportunidades

As instituições de ensino selecionadas receberão um kit. O LEGO Education SPIKE Prime, por exemplo, é um dos itens que será entregue; nele, contém peças LEGO, sensores, motores e controlador, materiais que tornam possível a construção de um robô.

A placa BBC micro:bit é outra ferramenta que estará disponível. Com ela, as meninas conseguirão executar projetos relacionados à cultura maker, pensamento computacional e coding.

O kit ainda contém um conjunto Challenge Set da FIRST LEGO League, temporada Cargo Connect, e um mecanismo para programação que é compatível com os aplicativos de programação. 

O programa também disponibiliza a formação de professores para as escolas selecionadas, de modo que eles possam instruir a equipe de meninas. Para Ana Carolina Follador, pedagoga especialista em tecnologia educacional e STEAM, do Educacional, o papel dos professores é essencial nesse cenário.

“O programa foi pensado para mobilizar toda a comunidade na busca pela igualdade entre meninos e meninas no campo científico, e o incentivo é fundamental para quebrar uma barreira que foi construída por anos, devido a um estereótipo que afastava mulheres dessas áreas de atuação”, ela disse.

Além de tudo isso, ele ainda da oportunidade de participar da FIRST LEGO League e do desafio internacional do your:bit.

Instituições aprovadas

Nessa edição, as instituições selecionadas foram:

  1. Instituto Nacional Leva Ciência, Diversidade e Transformação Social — Amapá (AP)
  2. Escola Estadual Manuel Severiano Nunes  Manaus (AM)
  3. Escola Estadual Getúlio Vargas  Beruri (AM)
  4. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Goiano  Urutaí (GO)
  5. Centro de Ensino em Período Integral José Eduardo Do Couto  Itaguari (GO)
  6. Centro De Ensino em Período Integral Professor Sebastião França  Goiânia (GO)
  7. Conselho Escolar Mestre Emilio Dias Marques  Posse (GO)
  8. Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão Unidade Plena de Bacabal  Bacabal (MA)
  9. Escola Municipal Vinicius de Moraes  Lucas do Rio Verde (MT)
  10. Caixa Escolar da Escola Municipal Rosalina Alves Nogueira  Sabará (MG)
  11. Caixa Escolar Borba Gato  Sabará (MG)
  12. Escola Municipal De Ensino Fundamental Ana Dalila Pantoja De Oliveira  Igarapé-Miri (PA)
  13. Secretaria Municipal de Educação  Uiraúna (PB)
  14. Município de São Bento  São Bento (PB)
  15. Associação Beneficente Dikaion  Piraquara (PR)
  16. UTF do Paraná Campus Cornélio Procópio  Cornélio Procópio (PR)
  17. Escola Municipal Albert Schweitzer  Curitiba (PR)
  18. Escola Maria Gayão Pessoa Guerra  Araçoiaba (PE)
  19. Escola Tabajara Olinda (PE)
  20. Escola Municipal Paulo Freire — Macaé (RJ)
  21. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia Farroupilha (IFFar) — São Borja/RS
  22. Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Rondônia  Porto Velho (RO)
  23. Escola Municipal Padre Valente Simioni  Joinville (SC)
  24. Escola Municipal Professora Maria Cândida Alves Pinto  Elias Fausto (SP)
Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.