Seja o primeiro a compartilhar

Trufa negra: o que é e por que é muito usada na alta gastronomia?

Você já ouviu falar nas famosas trufas negras? Para quem acompanha o mundo da culinária, essa curiosa iguaria costuma aparecer constantemente em receitas de culinária requintadas, elegantes e ditas como muito saborosas. Entretanto, por ser um ingrediente um tanto quanto caro, nem todo mundo tem a chance de saboreá-las. 

Mas será que essas trufas são tão gostosas assim mesmo? Onde é possível encontrá-las e qual é a melhor forma de comê-las? Se você está curioso para saber o motivo pelo qual essa iguaria é tão procurada e valiosa assim, nós nos aprofundaremos sobre o tema nos próximos parágrafos. 

O que é uma trufa negra?

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

As trufas nada mais são do que os chamados corpos de frutificação, ou órgãos produtores de esporos, família dos fungos Ascomycota. Sendo assim, uma trufa negra é essencialmente similar a um cogumelo, exceto pelo fato de que crescem sob o solo. A principal função biológica de uma trufa é espalhar esporos, que por sua vez darão origem a novos descendentes. 

Essa espécie é nativa do sul da Europa, em países como Espanha, França e Itália, e é utilizada na culinária desses países. A variedade mais desejada pelos consumidores se chama Périgord e cresce em território francês. Normalmente, as trufas negras crescem próximas às raízes de carvalhos, aveleiras e cerejeiras.

Tradicionalmente, é comum que os comerciantes de trufas negras utilizem cachorros ou porcos para farejar o cheiro do produto no subsolo. Assim que o odor é sentido, o animal vai alertar seu dono. O cheiro de uma trufa desse gênero é bastante terroso, muito pela sua interação com plantas, animais e insetos vizinhos.

Qual é o gosto da trufa negra?

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

O que faz a trufa negra ser tão diferenciada para aparecer em cardápios requintados ao redor do mundo? Segundo especialistas, essa iguaria se destaca pelo seu aroma profundo e fragrância forte, sempre remetendo ao gosto mais terroso. Além disso, as trufas fazem parte dos alimentos de sabor umami — o quinto gosto básico do paladar humano.

Devido ao seu sabor único, eles podem amplificar e intensificar os sabores dos pratos com os quais são combinados, servindo mais como um complemento do que como ingrediente principal da receita. Ao contrário das trufas brancas, que são ainda mais raras, as trufas negras podem ser colhidas por seis a nove meses de um ano, fazendo que sejam um pouco mais acessíveis.

Quais pratos mais usam trufas negras?

(Fonte: Shutterstock)(Fonte: Shutterstock)

O importante das trufas negras na culinária é que elas sejam sempre usadas frescas, visto que sua vida útil é de apenas algumas semanas. Uma ótima maneira de incorporar esse delicioso ingrediente em sua cozinha é por meio do óleo de trufas, normalmente fundindo o azeite espanhol com essa iguaria.

Esse líquido poderá ser usado para regar saladas ou colocado por cima de carnes. Outra possibilidade é utilizar fatias finas para complementar pratos de ovo, frango, macarrão e arroz — amplificando o sabor. Por fim, a trufa também pode ser usada para fazer manteiga de trufas, uma pasta cremosa que harmoniza com vários alimentos.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.