Seja o primeiro a compartilhar

5 santos que você talvez não conheça (e de quem são padroeiros)

Na história da Igreja Católica, os santos são personagens muito importantes. A posição é tão respeitada, que muitos devotos costumam fazer campanha para que a alta cúpula do Vaticano (leia-se, o Papa) canonize determinadas personalidades. Esse movimento faz com que, de tempos em tempos, muitos novos santos surjam — e que pouca gente os conheça.

O processo de santificação é longo, podendo levar até mesmo décadas. Como alguns acabam sendo mais representativos para pequenas comunidades, volta e meia pipoca um nome de um santo que ninguém conhece. Mas o mais engraçado é que alguns são padroeiros de grupos inusitados. Conheça a história de 5 deles e a quem eles protegem.

1. São Baltazar

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Não ache estranho, você realmente já ouviu este nome. Baltazar, antes de santo, foi um dos Reis Magos da história bíblica — um trio formado com Gaspar e Melchior. A tradição afirma que cada um deles vinha de uma parte do mundo, sendo Baltazar oriundo da África. Por séculos, foi retratado como um homem branco.

Sua primeira aparição como negro foi no século XV, e há quem defenda que a Igreja Católica só teria "aceitado" a representação mais fidedigna de Baltazar como uma estratégia de conversão dos escravizados ao cristianismo. É conhecido como o padroeiro dos fabricantes de cartas de baralho.

2. Santo Arnaldo

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Se você é adepto de jogar um golinho de cerveja pro santo, esperamos que esteja destinando para Santo Arnaldo, já que ele é o padroeiro dos cervejeiros. Santo Arnaldo tem origem belga, mas foi soldado antes de entrar para a abadia de São Medardo, na França. Após abandonar o episcopado, Arnaldo decidiu começar a fabricar cerveja.

É importante lembrar que na Idade Média a água na Europa não era de boa qualidade, o que fazia de bebidas como a cerveja importantes. Morto aos 47 anos, foi canonizado após ter uma série de milagres reconhecidos pela Igreja Católica. Entre eles, a multiplicação da cerveja após um acidente que comprometeu o abastecimento da cervejaria.

3. Santa Apolônia

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Filha de um homem rico de Alexandria, que à época vivia sob o domínio do Império Romano, Apolônia foi capturada pelo Imperador Décio, que estava em uma investida contra os cristãos. Obrigada a renunciar a sua fé e cultuar os deuses romanos, negou-se a obedecer e, por isso, sofreu torturas em praça pública.

Entre as torturas, teve seus dentes arrancados e foi condenada à fogueira. Canonizada no ano 300, a agora Santa Apolônia se tornou a padroeira dos dentistas e das pessoas que sofrem com dor nos dentes. Por sinal, um de seus dentes pode ser visto no Mosteiro de Santa Apolônia, em Florença, na Itália.

4. São Drogo de Sebourg

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Nascido na cidade francesa de Épinoy, Drogo perdeu a mãe quando ele nasceu e o pai na adolescência. Aos 18 anos, tornou-se peregrino, quando acabou sofrendo com uma doença misteriosa que o deixou deformado.

Sua aparência era tão horrível que uma cela foi construída para proteger os cidadãos de sua feiura. No entanto, boatos sobre sua santidade começaram a se espalhar. Entre eles, sobre sua capacidade de estar em dois lugares ao mesmo tempo. Drogo passou quarenta anos na cena e, após sua santificação, tornou-se padroeiro das pessoas desprovidas de beleza.

5. Santo Adjutor

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Santo Adjutor foi um homem francês, nascido em Vernon, que teve grande destaque durante a Primeira Cruzada, a série de guerras religiosas travadas durante o período medieval. Neste período, acabou capturado por muçulmanos, que tentaram, em vão, forçá-lo a abandonar sua fé.

Quando teve oportunidade, fugiu do poder dos muçulmanos e retornou à França, onde se tornou um homem recluso até o dia de sua morte. Para chegar de volta a terras francesas, Adjutor atravessou os mares a nado. Por essa razão, foi considerado o padroeiro dos nadadores e daqueles que correm o risco de afogamento.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.