Seja o primeiro a compartilhar

Quando foi que o presépio começou a ser símbolo do Natal?

Em muitas casas, a decoração de Natal só fica completa quando, além da árvore, os moradores também organizam o presépio. Essa é uma tradição que já existe há séculos, mas quando exatamente esse ato começou?

Nas linhas a seguir, você vai descobrir quem foi o inventor do presépio, quando essa tradição começou e outras curiosidades referentes a essa representação tão popular. Confira!

Popularizando um grande evento

O presépio surgiu como uma maneira de simplificar e facilitar a explicação dos eventos acerca do nascimento de Jesus Cristo. (Fonte: GettyImages/Reprodução)O presépio surgiu como uma maneira de simplificar e facilitar a explicação dos eventos acerca do nascimento de Jesus Cristo. (Fonte: GettyImages/Reprodução)

O nome São Francisco certamente é popular para várias pessoas. Conhecido como padroeiro dos animais e fundador da Ordem dos Franciscanos, ele também foi o responsável por tentar popularizar uma explicação para os eventos que cercam o nascimento de Jesus Cristo.

Segundo a tradição, São Francisco foi o criador do presépio, e a primeira versão dessa representação aconteceu em 1223. Nesse período, o santo estava em uma viagem em Greccio, na Itália, e tentava explicar para alguns camponeses qual era a história do nascimento de Jesus Cristo.

Vale lembrar que estamos falando de uma época em que o conhecimento era bem mais limitado para diversas coisas, por isso os ouvintes não conseguiam fazer um desenho mental dos acontecimentos. Foi então que São Francisco montou o primeiro presépio no interior de uma gruta.

Um ponto importante: neste período, a igreja não permitia nenhum tipo de representação, ainda que religiosa, em seu interior. Logo, a saída foi organizá-lo do lado de fora do templo, e o local onde o primeiro presépio foi montado recebe visitas até hoje.

Milagres associados

Presépio foi fruto da sensibilidade de São Francisco, um dos santos mais populares da igreja católica. (Fonte: GettyImages/Reprodução)Presépio foi fruto da sensibilidade de São Francisco, um dos santos mais populares da igreja católica. (Fonte: GettyImages/Reprodução)

Segundo o site The Conversation, o primeiro presépio era bem simples e não tinha toda composição que vemos atualmente. A representação tinha apenas a manjedoura com uma base de feno, um boi e um burro.

Uma das pessoas presentes no evento de inauguração relatou que São Francisco colocou um boneco para representar Jesus Cristo dormindo na manjedoura. Porém, ao ser colocada nos braços do santo, a figura "parecia ter acordado de seu sono" e derramou algumas lágrimas de alegria.

Curiosamente, esse não é o único milagre relacionado ao primeiro presépio. Pessoas que viveram nesse período diziam ainda que o feno usado na manjedoura ajudou a curar animais de doenças, além de proteger pessoas contra problemas de saúde. 

Por fim, ainda foram necessários mais alguns anos para vermos o presépio da forma como ele é hoje. Dessa forma, posteriormente ele também recebeu a inclusão de São Jose e Maria, pastores, anjos e os três reis magos.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.