Despedida: sonda espacial Cassini vai “morrer” na próxima sexta-feira
824
Compartilhamentos

Despedida: sonda espacial Cassini vai “morrer” na próxima sexta-feira

Equipe MegaCurioso
Último Vídeo

Você já deve ter ouvido falar a respeito da Cassini, certo? Aqui no Mega Curioso você pode encontrar diversas matérias sobre as descobertas e aventuras da ilustre sonda espacial — clique neste link para encontrar uma seleção delas — que foi lançada pela NASA em 1997 e, desde 2004, se encontra em missão em Saturno.

Cassini em SaturnoOlha ela

Pois a Cassini vai “morrer” na próxima sexta-feira, dia 15 de setembro — já que, depois de 20 anos viajando pelo espaço, ela finalmente será aposentada pela agência espacial norte-americana. E por que a sonda será desativada?

Bem, como a Cassini eventualmente ficará sem o propelente usado pelo pessoal da NASA para manobrá-la, se deixada à própria sorte, ela poderia colidir acidentalmente contra uma das luas saturnianas e contaminá-las com microrganismos terrestres. Assim, para evitar o risco, a sonda deve mergulhar pela atmosfera de Saturno e se desintegrar antes de chegar à superfície do planeta.

Mergulho suicida

De acordo com Dave Mosher, do site Business Insider, os astrônomos estimam que quando a Cassini mergulhar através das camadas mais externas da atmosfera de Saturno, ela estará viajando com velocidades de mais de 120 mil quilômetros por hora — que farão que ela comece a entrar em combustão.

Mas, caso você esteja pensando em acompanhar o mergulho suicida da Cassini para pagar os seus respeitos e se despedir da nave, vale lembrar que a sonda se encontra a cerca de 1,5 bilhão de quilômetros de distância da Terra.

Além disso, quando ela começar a se desintegrar, as explosões provocarão clarões na faixa do ultravioleta — que em grande parte absorvida pela camada de ozônio do nosso planeta e, portanto, o evento parecerá bem pouco brilhante daqui. Isso sem considerar “onde” nos encontraremos com respeito a Saturno, por conta da nossa rotação e tal! Resumindo: para acompanhar a dramática morte da Cassini em todo seu esplendor, só por meio dos grandes telescópios mesmo, especialmente os localizados no hemisfério sul.

Legado

Segundo Grace Lisa Scott, do site Inverse, ao longo de seus 20 anos viajando no espaço, a Cassini foi responsável por uma série de feitos incríveis, como pousar a sonda Huygens em Titan, uma das luas de Saturno. Além disso, seus sobrevoos por Encelado, outro satélite saturniano, permitiram que os astrônomos identificassem a presença de jatos — como os produzidos pelos gêiseres aqui na Terra — de vapor de água e partículas de gelo vindos do interior do astro, possivelmente a partir de um oceano subterrâneo.

No entanto, além das muitas descobertas científicas propiciadas graças aos levantamentos e medições realizados pela Cassini, a sonda também registrou mais de meio milhão de imagens de Saturno, seu deslumbrante sistema de anéis e seus satélites. Mas, entre os cliques mais celebrados da sonda em todos esses anos é o que você pode ver a seguir, no qual o nosso planetinha azul aparece logo abaixo dos anéis:

terra entre anéis de saturnoViu aquele pontinho azul brilhante?

O registro foi feito no dia 19 de julho de 2013, quando a Cassini se encontrava posicionada de forma que o Sol estava “escondido” atrás de Saturno, iluminando os anéis e o nosso mundo. A imagem que você viu foi criada a partir de diversas fotos capturadas com diferentes filtros — que foram combinadas para criar os tons naturais do clique divulgado pela NASA.

Terra entre anéis de saturnoOlhe a gente ali!

Sexta-feira será o fim da ilustre missão da Cassini, e você pode conferir todos os pormenores do mergulho através do site da NASA (neste link). De qualquer forma, a sonda continuará transmitindo informações até se desintegrar completamente, portanto, ainda teremos novidades coletadas pela espaçonave. R.I.P., Cassini.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.