Encontraram esqueletos de crianças vítimas de sacrifícios humanos no Peru

Encontraram esqueletos de crianças vítimas de sacrifícios humanos no Peru

Último Vídeo

Se você se interessa por História e tem especial interesse sobre as antigas civilizações que existiram nas Américas, então você deve estar ciente de que algumas delas costumavam praticar sacrifícios humanos, uns mais sanguinolentos do que outros. Pois operários que estavam instalando tubulações para o fornecimento de água potável para a população da cidade de Huachaco, no Peru, se depararam com possíveis vítimas desses rituais — dos mais sanguinolentos.

Sítio arqueológico no Peru(Andina - Agencia Peruana de Noticias)

Vítimas

De acordo com Laura Geggel, do site Live Science, os trabalhadores que se depararam com o achado comunicaram imediatamente um time de arqueólogos que, por sua vez, encontraram um total de 47 esqueletos. Dessas ossadas, pelo menos 12 pertencem a crianças — e análises nos corpos revelaram que os corpos apresentam sinais de corte na região do peito, indicando que quem quer que tenha conduzido os sacrifícios possivelmente tentou arrancar os corações das vítimas.

Sítio arqueológico(Andina - Agencia Peruana de Noticias)

Mais especificamente, os arqueólogos encontraram fraturas nas costelas e cortes no tórax, evidências que os especialistas acreditam mostram a intenção de extirpar o órgão para que ele fosse oferecido como sacrifício aos deuses. Entre os esqueletos, os cientistas também identificaram o de um recém-nascido que também foi sacrificado, além de encontrar 115 recipientes e ossos de animais — provavelmente de alpacas e vicunhas.

Ossos humanos(Andina - Agencia Peruana de Noticias)

Os arqueólogos argumentam que as crianças podem ter sido sacrificadas como oferenda aos deuses para que eles trouxessem chuva à região, mas essa é apenas uma teoria. Os esqueletos e objetos encontrados no sítio foram datados em 1,5 mil anos e pertencem a pessoas da cultura Chimú, um povo que viveu na região entre os anos de 900 a.C. e 1470 d.C., mas que desapareceu depois de os Incas chegarem e conquistarem a área.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.