Cientistas confirmam que Adolf Hitler cometeu suicídio em 1945
313
Compartilhamentos

Cientistas confirmam que Adolf Hitler cometeu suicídio em 1945

Último Vídeo

Olha só que coincidência bizarra... Não faz muito tempo que nós do Mega Curioso publicamos uma matéria sobre os rumores de que Adolf Hitler não teria cometido suicídio coisa nenhuma e possivelmente fugido de submarino aqui para a América do Sul — ou para uma base subterrânea secreta na Antártida.

Também nesta semana, compartilhamos um interessante artigo contando a saga de uma tradutora russa que trabalhou em Berlim em 1945 e foi incumbida pela inteligência soviética da época de provar que fragmentos de um crânio e de um maxilar encontrados no exterior do bunker do Führer seriam realmente dele.

Adolf Hitler(The Independent)

E não é que anunciaram que um time de cientistas realizou uma série de exames nos tais ossos e que os resultados comprovam que o material realmente pertence a Adolf Hitler! Isso, aliás, basicamente joga por terra as teorias da conspiração — tanto as malucas como as mais “pé no chão” — de que ele teria enganado todo mundo e sobrevivido. Mas, enfim, que testes foram feitos e o que os pesquisadores descobriram exatamente?

Exames

Os fragmentos se encontram em poder do governo russo há décadas, mas os pesquisadores, liderados pelo cientista Phillipe Charlier, ganharam acesso aos exemplares em 2017. Segundo o time, esta foi a primeira vez que os ossos foram devidamente examinados desde a Segunda Guerra Mundial, e eles puderam comprovar que havia sinais de que o indivíduo em questão havia consumido cianeto e disparado um tiro contra a própria cabeça — evidências consistentes com os relatos e registros históricos relacionados com o suicídio de Hitler.

Fragmento de crânio humanoFragmento de crânio mantido pelos russos (Inverse 1)

Embora os pesquisadores não tenham recebido permissão para coletar amostras dos ossos — para conduzir exames de DNA, por exemplo —, eles compararam a morfologia do crânio com antigas radiografias de Hitler, realizadas um ano antes de sua morte, e confirmaram que os fragmentos “casam” com as imagens nos raios X.

Além disso, o material apresenta um orifício na lateral esquerda, que os cientistas determinaram ter sido provocado por um projétil, e as análises do maxilar e de alguns dentes coletados em 1945 também proporcionaram algumas revelações. Conforme contamos na matéria sobre a saga da tradutora russa, durante as investigações, o dentista de Hitler tinha confirmado que os dentes encontrados pertenciam ao Führer.

Morto, mortinho

Os levantamentos da época revelaram que o chanceler tinha perdido a maior parte de seus dentes e usava várias pontes e próteses — que se salvaram durante a cremação do cadáver de Hitler. Pois esse material foi examinado também e os cientistas não encontraram vestígios de consumo de carne (confirmando a informação de que Hitler seria vegetariano) nem de pólvora, o que indica que Hitler não atirou em sua boca.

Dentes falsosPróteses atribuídas a Hitler (Inverse 2)

Ademais, o time identificou depósitos azulados nas próteses, evidências de que a cápsula de cianeto que Hitler tomou antes de disparar contra a própria têmpora reagiu com o material usado nas pontes que ele usava. A propósito, essa descoberta aponta que o Führer não queria correr o risco de sobreviver, uma vez que, além do veneno, ele deu um tiro contra a própria cabeça.

O estudo e os resultados dos exames foram publicados no European Journal of Internal Medicine, mas, será que as descobertas apresentadas pelos cientistas vão convencer os teóricos da conspiração? O que você acha, caro leitor?

***

Sabia que fãs de filmes e séries agora estão no Clube Minha Série? Neste espaço, você também pode escrever e encontrar outros especialistas sobre seus programas favoritos! Acesse aqui e participe.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.