Encontraram um esqueleto em circunstâncias bem estranhas na Polônia
114
Compartilhamentos

Encontraram um esqueleto em circunstâncias bem estranhas na Polônia

Último Vídeo

Calma, calma, caro leitor! Não vamos falar da descoberta dos ossos de nenhuma criatura sinistra, nem do esqueleto de um possível alienígena. Mas vamos, sim, contar sobre algo muito estranho e incomum com o qual uma equipe de arqueólogos se deparou recentemente — a ossada de uma criança em circunstâncias que eles não conseguiram compreender ainda.

Estranho

Segundo Michelle Star, do site Science Alert, os ossos foram originalmente encontrados há cerca de 50 anos, durante escavações conduzidas em uma caverna chamada Tunel Wielki, situada no Vale Saspowska, na Polônia, um local que também continha ossos humanos de mais de 4,5 mil anos. No entanto, quando tudo foi descoberto, a ossada da criança simplesmente foi catalogada e guardada — sem passar por exames muito detalhados — e seu crânio enviado para ser estudado por antropólogos de Vratislávia.

Esqueleto de criança(Science in Poland/M. Kot)

Desde então, os artefatos permanecerem arquivados, até que, recentemente, um time de cientistas do Instituto de Arqueologia da Universidade de Varsóvia “topou” os ossinhos e resolveu dar uma segunda olhada nos itens e nos registros produzidos há 5 décadas. Os pesquisadores descobriram, por exemplo, que a ossada consistia nos únicos ossos de “humano moderno” encontrados, não só na caverna, como possivelmente em toda a região, e a ausência de outros esqueletos de Homo sapiens indicam que a criança foi sepultada sozinha no local.

A datação por radiocarbono revelou que o pequeno viveu há cerca de 200 anos, entre o final do século 18 e começo do 19, tinha por volta de 10 anos quando morreu, e exames nos nossos apontaram que a criança estava subnutrida. Mas o bizarro mesmo foi que, quando o esqueleto foi encontrado, 50 anos atrás, os arqueólogos acharam 2 crânios de pássaro com ele — 1 dentro da boca da caveirinha e o outro colocado ao lado do que então foi seu rosto. Por quê? Vai saber...

Releitura

As aves, segundo os pesquisadores, foram identificadas como sendo tentilhões-comuns (Fringilla coelebs) e, mesmo depois de investigar e consultar inúmeros especialistas, os cientistas não encontraram nenhum registro ou informação da prática de sepultar pessoas com pássaros há 2 séculos. Eles tampouco encontraram uma explicação sobre o motivo de a criança ter sido deixada na caverna em vez de ser enterrada no cemitério que era usado pelos habitantes da região.

Ossos de criança(Science in Poland/M. Kot)

Os cientistas chegaram a examinar os crânios dos tentilhões, mas não encontraram qualquer sinal de cortes nas cabeças dos animais ou pistas do que pode ter acontecido — e apenas concluíram que as aves eram adultas. Sobre o crânio da criança, ninguém sabe que fim levou o artefato, portanto, a equipe só pôde avaliar os registros e detalhamento produzido pelos arqueólogos que descobriram o esqueleto.

E, para piorar, a caverna foi muito degradada por atividades humanas — iniciadas não muito depois do sepultamento da criança —, o que significa que, mesmo que os cientistas retornassem ao local para novas escavações, eles dificilmente encontrariam informações válidas para a realização de um novo estudo.

Ainda assim, os pesquisadores não se deram por vencidos, não — e pretendem submeter os ossos da criança a testes de DNA para tentar obter informações sobre o que pode ter provocado a sua morte e, quem sabe, descobrir alguma pista com relação ao bizarro enterro que ela recebeu. Seriam as cabeças das aves parte de algum ritual religioso? Teria o pequeno sido vítima de alguma cerimônia? Você algum palpite para compartilhar?

***

Você conhece a newsletter do Mega Curioso? Semanalmente, produzimos um conteúdo exclusivo para os amantes das maiores curiosidades e bizarrices deste mundão afora! Cadastre seu email e não perca mais essa forma de mantermos contato!

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.