Galinha inteira preta, incluindo patas e pele, custa até R$ 5 mil

Galinha inteira preta, incluindo patas e pele, custa até R$ 5 mil

Último Vídeo

A existência de espécies de galinhas negras não é nenhuma novidade e algumas delas já são famosas há algum tempo. Um exemplo disso é a galinha Silkie, nativa da Ásia. No entanto, uma espécie diferente tem se destacado nos últimos anos: a Ayam Cemani, originária da Indonésia. Segundo o Jornal Metro, uma galinha dessas pode valer até R$ 5,6 mil. 

O que diferencia a Ayam de suas primas negras é o fato de ela ser completamente preta. Além das penas, a carne, os ossos e todos os seus órgãos também entram na lista. Seus ovos, no entanto, não são negros: eles fogem do padrão com uma cor mais clara que se aproxima de uma tonalidade creme. 

Segundo análises feitas na Ilha de Java, onde a espécie se encontra predominantemente, a Ayam pode ter surgido de uma série de cruzamentos das criações antes presentes no local — o que gerou sua característica marcante e rara. Essa raridade não chama a atenção somente dos curiosos, mas atrai principalmente colecionadores que cobiçam um exemplar dessas aves a qualquer custo.

(Fonte: Compre Rural/Reprodução)

As fêmeas da espécie pesam 1,5 quilos aproximadamente, enquanto os galos chegam até 2,5 quilos. Cento e cinquenta é a quantidade média de ovos que são colocados por ano. Em alguns países, a carne da Ayam Cemani é vendida como iguaria em certos restaurantes. Nesses locais, ela é geralmente consumida por pessoas que procuram aumentar o índice de massa muscular, retardar os efeitos do envelhecimento, além de combater sintomas de algumas doenças, como a diabetes. 

As galinhas negras e os rituais 

Em alguns países, como já dito, o foco está em sua carne. Todavia, na Indonésia e em grande parte da Ásia, essa galinha é utilizada em rituais. Em algumas localidades, acredita-se que a Ayam Cemani possui “poderes místicos”. Nessas culturas, sua coloração escura é interpretada como “uma ponte ideal entre o mundo humano e o sobrenatural”.

Mercado ilegal 

A Greenfire Farms é uma empresa americana com sede na Flórida e carrega o importante status de ser a mais respeitada no ramo de criação dessa espécie de galinha. A empresa tem lucrado rios de dinheiro com a comercialização dessas aves, que é feita pelo valor médio de R$ 700 por unidade, cerca de R$ 2,9 mil. No mercado ilegal, no entanto, essas aves podem custar milhares de reais. 

Mas, afinal, de onde vem tanta escuridão?

Caption

A espécie Ayam Cemani ostenta uma condição genética conhecida como fibromelanosis, causada por uma mutação que interfere no funcionamento das células que trabalham na pigmentação dos tecidos. De acordo com o geneticista Leif Andersson, da Suécia, o que gera essa mutação é a presença mais elevada de um gene nomeado endothelian-3 (EDN3). Ele participa da regulação das células de melanócito que produzem o pigmento mais escuro. Em aves comuns, suas concentrações são dez vezes menores do que nos organismos dessa espécie rara. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.