A ciência ainda não sabe explicar: afinal, como os aviões voam?

A ciência ainda não sabe explicar: afinal, como os aviões voam?

Último Vídeo

O vôo dos aviões é um daqueles mistérios que a ciência não consegue explicar completamente. Ainda que existam diversas teorias sobre o que sustenta, de fato, o avião no ar, nenhuma delas consegue explicar completamente o fenômeno. 

Não se engane. A ausência de uma explicação clara não significa que os aviões desafiam a gravidade ou as leis da Física. Muito pelo contrário. Porém, a dificuldade em encontrar uma teoria que esclareça todos os pontos do voo de um avião continua intrigando os cientistas há décadas.

a(Fonte: Unsplash/Jordan Sanchez)

Por que explicar como os aviões voam é tão difícil? 

Não faltam teorias que tentam explicar o voo desse meio de transporte gigantesco. E a verdade é que nenhuma delas está de todo errada, mas todas têm furos ou deixam de lado algum fator do fenômeno. 

Matematicamente falando, todas as etapas de um voo é previsível e possível de ser analisada através de fórmulas e equações. Porém, os números por si só não são suficientes para explicar o que acontece para que o avião se mantenha no ar. 

O que falta, então, é uma teoria da Física que consiga expor em palavras exatamente o que torna possível um avião voar.

As teorias mais conhecidas

A ideia por trás da "força de sustentação" do Teorema de Bernoulli é uma das mais aceitas para explicar o voo. De acordo com essa teoria, quanto maior a velocidade de um fluido, como o ar, menor será a sua pressão. Na prática, isso significa que o fato do ar fluir mais rapidamente nas asas aerodinâmicas do avião cria uma região de baixa pressão, gerando uma força contínua para cima. 

Apesar de parecer explicar bem o voo em alguns pontos, o Teorema de Burnoulli não esclarece completamente todas as questões práticas do fenômeno, e isso é um problema. Outra teoria famosa que explica parcialmente o fato dos aviões voarem é baseada nas Leis de Newton. 

As Leis de Newton afirmam que todo movimento depende de uma troca de forças baseada na ação e reação. No avião, essa troca acontece no momento em que as asas produzem uma força que direciona o ar para baixo, gerando uma força reativa de igual proporção no sentido contrário, para cima.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.