Cachorros e gatos pegam coronavírus?

Cachorros e gatos pegam coronavírus?

Último Vídeo

O novo coronavírus, causador da doença COVID-19, está se alastrando pelo mundo todo, obrigando pessoas a fazer quarentena e se isolar durante esta pandemia. Em meio a todo esse caos, muitas pessoas estão se perguntando: mas esse tal de novo coronavírus pode afetar os cachorros e gatos também?

(Fonte: Pexels)(Fonte: Pexels)

Os pets são transmissores?

Bom, primeiro é importante deixar claro que os animais domésticos não são transmissores da COVID-19. Ao que tudo indica, ela é uma zoonose que veio dos morcegos e o coronavirus, de alguma maneira, conseguiu sofrer uma mutação e começar a afetar os humanos. Porém, não tem nada a ver com cães e gatos.

A confusão existente sobre a possibilidade de transmissão da doença por meio dos pets veio graças a uma afirmação infeliz feita por uma cientista chinesa em meio ao surto que estava acontecendo em Wuhan. Essa informação equivocada acabou gerando muitos abandonos e sacrifícios de animais domésticos no país asiático.

Eles podem sofrer por coronavírus?

Sim, mas, por enquanto, tudo indica que não podem ter o COVID-19. O professor doutor da USP, Paulo Eduardo Brandão, em entrevista ao Vet Smart, conta que o caso de um pet com a nova doença, que foi divulgado na China, acabou se tornando uma grande fake news.

Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), não há nenhuma evidência de que os animais de estimação possam ser contaminados pelo COVID-19. Entretanto, cães e gatos podem pegar uma versão canina e felina dos coronavirus, que age de uma maneira completamente diferente e pode ser evitada por meio de vacinas anuais.

Nos cachorros, existem duas espécies: entérico canino (CCoV) e o respiratório canino (CRCoV). O primeiro, e mais comum, gera um problema gastroentérico, que deixa os cães com diarréia e é transmitido por meio das fezes. O segundo, que são casos mais raros, pode chegar a causar problemas respiratórios. Ambas coronaviroses, mesmo que comuns, podem ser fatais.

Nos gatos, a doença afeta a região abdominal, gera Peritonite Infecciosa Felina (PIF) e é causada pelo coronavírus felino (FCov). Alguns sintomas da doença são febre, perda de peso, falta de apetite e sinais neurológicos.

(Fonte: Pexels)(Fonte: Pexels)

Dessa forma, até o momento não existe nenhuma evidência de que o COVID-19 possa afetar os pets. Entretanto, é importante não esquecer de proteger os cachorrinhos e gatinhos, anualmente, com as devidas vacinas contra os coronavírus caninos e felinos.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.