Conheça o caracol que é considerado o vampiro do mundo das lesmas

Último Vídeo

O caracol-de-fogo vem chamando a atenção das pessoas em uma página do Facebook. A Maxs Exotic Pet Garden vem compartilhando diversas fotos de animais de estimação um tanto quanto curiosos. Entre eles, pode-se ser encontrado esse gastrópode com uma aparência bem chamativa. Apesar de ser bastante procurado pelo mundo todo, ele só pode ser encontrado apenas em uma região bem específica da Malásia

(Maxs Exotic Pet Garden/Reprodução)(Maxs Exotic Pet Garden/Reprodução)

A espécie do Platymma tweediei foi descoberto em 1938, no Vale de Telom. Essa região está localizada dentro do distrito das Terras Altas de Cameron, na Malásia. Segundo alguns estudiosos, esses caracóis só conseguem se reproduzir em condições adequadas à sua sobrevivência. Sendo assim, esse bicho só foi visto até hoje em mais outros dois lugares do país: Temenggor e Kelantan.

Vampiro da espécie

Os Platymma tweediei são caracóis bem maiores que os já conhecidos pelos biólogos. Embora também já se tenha conhecimento do Caracol-gigante-africano, que teve origem em Gana, estes gastrópodes encontrados na Malásia podem crescer até 30 cm durante sua vida.

Mesmo que possua fogo no nome, esses bichos tem apenas na aparência algo que possa remeter ao calor. Como só consegue sobreviver em temperaturas muito frias, as florestas mais úmidas localizadas em altitudes bem acima do nível do mar são ideais para que sua espécie seja mantida. Há quem diga que essa espécie só consegue ser encontrada em uma altitude superior a 1 mil metros. 

(Maxs Exotic Pet Garden/Reprodução)(Maxs Exotic Pet Garden/Reprodução)

Sendo assim, com essa aparência um tanto quanto dark e as condições de vida, há quem diga que esses possam ser os vampiros do mundo das lesmas. Também pudera, os caracóis já são gelados por natureza. Tudo isso para que consigam se locomover por meio de sua secreção gosmenta, que os ajuda principalmente em superfícies mais ásperas.

E esses bichos, no geral, ainda surpreendem, já que há quem também consiga comê-los, sendo uma iguaria em alguns países, como é o caso da França. Além disso, a secreção dos caracóis pode ser usada em diversos cosméticos e suas conchas são aproveitadas no mercado das jóias e decoração. 

A preservação destes gastrópodes terrestres também é alvo de pesquisas e os desafios, sobretudo para os da espécie de vampiros, são grandes já que sua aparência exótica atrai a atividade humana. Entretanto, eles não conseguiriam sobreviver, de acordo com os especialistas, em cativeiro.

Você se arriscaria a chamar um desses de pet?

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.