Estudo comprova eficácia da dexametasona no tratamento da covid-19

Estudo comprova eficácia da dexametasona no tratamento da covid-19

Último Vídeo

Segundo notícia divulgada na BBC nesta terça-feira (16), pesquisadores britânicos afirmaram ter encontrado a primeira droga capaz de reduzir a incidência de mortes pela covid-19. Resultados obtidos hoje na Universidade de Oxford confirmaram uma redução de um terço das mortes em pacientes com baixas taxas de oxigênio no sangue, aos quais foi administrado o corticoide dexametasona.

O estudo foi realizado por pesquisadores da universidade britânica com recursos da iniciativa do projeto RECOVERY, uma campanha nacional de ensaios clínicos que examina a eficácia de vários medicamentos disponíveis no mercado quando usados no tratamento da covid-19.  

O estudo com a dexametasona

Numa declaração divulgada à imprensa, os principais pesquisadores Peter Horby e Martin Landray explicaram como foi realizado o estudo aleatório com a dexametasona. 

Conforme o texto, de 6425 pacientes hospitalizados com sintomas de coronavírus, 2104 receberam a referida medicação esteroide barata, utilizada desde a década de 1960 no tratamento da artrite reumatoide e asma. O medicamento foi administrado via oral ou intravenosa em doses diárias de 6 mg. Os 4321 pacientes restantes receberam o cuidado padrão.

No caso de pacientes que já se encontravam em respiradores, a dexametasona reduziu o risco de morte de 40 para 28%. Para aqueles que necessitavam de suporte de oxigênio, a redução foi de 25 para 20%. Para cada oito pacientes em respiradores uma vida poderia ser salva apenas com o uso da dexmetasona. Nos submetidos ao tratamento com oxigênio, um em cada 25 poderia ser salvo.

O sucesso do tratamento deve-se à característica anti-inflamatória dos corticoides. Quando a covid-19 faz com que o sistema imunológico entre em ação, muitas vezes essa reação pode ser muito intensa e ter um efeito contrário, levando o paciente a óbito.

Utilização no sistema de saúde

O Reino Unido anunciou que disponibilizará dexametasona para todos os pacientes.  O Ministro da Saúde britânico Matt Hancock afirmou: "Estamos trabalhando com o Serviço Nacional de Saúde para que o tratamento padrão contra a covid-19 inclua a dexametasona a partir desta tarde".

A dexametasona ainda não conta com a aprovação da OMS (Organização Mundial da Saúde). 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.