Fósseis descobertos em gaveta de museu revelam marsupial gigante

Fósseis descobertos em gaveta de museu revelam marsupial gigante

Último Vídeo

Um estudo publicado por cientistas da Universidade de Salford no Reino Unido na última quinta-feira (25) revelou a existência de uma nova família de marsupiais, após estudar parte de um crânio e do esqueleto de uma espécie de vombate gigante coletados por uma expedição durante a década de 1970 na região de Namba no sul da Austrália.

Não muito conhecidos no resto do mundo, os vombates são animaizinhos atarracados e peludos parecidos com uma capivara. Como os cangurus, eles são marsupiais e suas bolsas são viradas para trás pois passam suas vidas cavando tocas. Medem um metro e pesam entre 20 e 35 quilos. 

Fonte: CNN/ReproduçãoFonte: CNN/Reprodução

Vombates gigantes?

A criatura agora analisada tem semelhança com um vombate, porém seu peso corporal foi avaliado entre 143 e 171 quilos, o que equivale a cinco vezes o peso dos seus parentes modernos. 

Quando esses ossos foram descobertos, a equipe batizou o animal de "Mukupirna", palavra que, no dialeto indígena Dieri e Malyangapa, significa "ossos grandes". Datados como do antigo período Oligoceno, era geológica entre 36 a 23 milhões de anos atrás, os ossos do Mukupirna o colocam como "um dos maiores animais da Austrália na época", segundo o cientista Robin Beck, de Salford.

Fonte: Julien LouysFonte: Julien Louys

Tornar-se um escavador foi  uma evolução

A nova descoberta ocorreu meio por acaso, há dez anos, quando um dos autores da publicação da revista Nature, o paleontólogo Julien Louys, estava organizando umas gavetas no Museu de História Natural Americana em Nova Iorque, quando se deparou com alguns ossos grandes de uma espécie, que o intrigaram. 

Louys iniciou então um trabalho para colocar o Mukupirna como um elo perdido na família dos Vombatiformes atuais, que incluem os vombates e os coalas. No entanto, o formato dos dentes não se enquadrava nas características dos marsupiais. 

Segundo Beck, "este fóssil não teve dentes que cresceram ao longo de sua vida, então provavelmente não estava se alimentando de grama". E explicou: "cerca de 23 milhões de anos atrás, o meio ambiente mudou para se tornar mais como uma floresta tropical na Austrália".

No entanto, alguns vombatídeos evoluíram e se tornaram escavadores de comida, com as garras e os dentes frontais, para se adaptar à aridez e à dureza das atuais gramíneas australianas que, na época do Mukupirna, eram bem mais mais macias e tenras. Isso garantiu a sua sobrevivência.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.