Covid-19: pessoas com asma são mais afetadas? Parece que não...

Covid-19: pessoas com asma são mais afetadas? Parece que não...

Último Vídeo

Um dos sintomas mais importantes (e graves!) da covid-19 é a dificuldade para respirar. Por isso, desde que a pandemia começou, pessoas com asma — que já causa dificuldade para respirar por si só — estão entre as mais preocupadas com a possibilidade de pegar a doença. 

Porém, um artigo recente indica que a asma não parece aumentar a possibilidade uma pessoa pegar a covid-19, nem de desenvolver formas graves da doença. 

O que diz o estudo?

O artigo, assinado por especialistas em pneumologia da Rutgers University (em Nova Jérsei, Estados Unidos) e publicado pelo Journal of Allergy and Clinical Immunology, observa que os dados não indicam uma comorbidade tão grave entre a asma e a covid-19. Na verdade, estatisticamente, as pessoas com essa doença podem ser até menos atingidas pelo novo coronavírus do que pessoas que não a possuem.

Os especialistas afirmam que o estudo é preliminar — e novas pesquisas precisariam se aprofundar no assunto —, mas um dos motivos para isso podem ser os tratamentos que as pessoas com asma já utilizam normalmente, para respirar melhor. 

As conhecidas "bombinhas de asma". (Fonte: Freepik)As conhecidas "bombinhas de asma". (Fonte: Freepik)

As conhecidas "bombinhas" têm substâncias que podem atrapalhar "a habilidade do vírus de criar uma infecção", diz o artigo. Por outro lado, elas também podem atrasar a recuperação do corpo após a infecção, como já aconteceu com pessoas que tiveram SARS ou MERS, doenças semelhantes à covid-19. Ainda é necessário descobrir qual é a relação entre as "bombinhas" e o novo coronavírus, exatamente.

Mas uma coisa que os especialistas afirmam de forma mais segura, no artigo, é que as pessoas com asma estão se cuidando mais, na pandemia. Por isso, elas tendem a tomar seus remédios com mais pontualidade e manter as medidas de prevenção com mais atenção. Ironicamente, isso pode fazer com que eles estejam mais saudáveis que outras que não têm doenças respiratórias e não se preocupam tanto. 

Então, se você é asmático — e quem não é também! —, talvez seja melhor continuar se cuidando da forma como você fazia, não é mesmo?

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.