Análise de substância misteriosa encontrada na Lua é revelada

Análise de substância misteriosa encontrada na Lua é revelada

Último Vídeo

Durante a passagem por uma cratera no lado oculto da Lua, Yutu-2, um veículo espacial chinês, encontrou uma substância misteriosa que despertou a atenção dos cientistas. Em análises recentes foi comprovado que tal elemento é composto por rochas e é bastante semelhante a exemplares obtidos pela missão Apollo. Entretanto, os resultados não são definitivos.

A descoberta da substância misteriosa

A substância misteriosa foi encontrada em julho de 2019 por um membro da equipe durante a missão chinesa Chang’e 4. Contudo, a descoberta só foi revelada no dia 17 de agosto, descrevendo a amostra como algo semelhante a um gel.

Descrição da substância misteriosa

Após análises, o material foi relatado como uma rocha derretida por impacto, de cor esverdeada e aspecto brilhante. Suas medidas são de 52 cm por 16 cm, sendo possivelmente oriunda de derretimento por impacto ou erupções vulcânicas. O material é semelhante a outras amostras trazidas pela missão Apollo da NASA.

CNSA/CLEP/Reprodução
Fonte: CNSA/CLEP/Reprodução

Como a substância misteriosa foi analisada?

As análises foram feitas através de imagens das câmeras panorâmicas e de prevenção de riscos do Yutu-2, utilizando também um espectrômetro visível e infravermelho do veículo espacial.

Com isso, os cientistas usaram um procedimento denominado desmistificação espectral com o objetivo de decompor os espectros medidos pelo espectrômetro e determinar uma possível composição da substância misteriosa encontrada.

Todavia, a análise é limitada, pois as medidas feitas pelo espectrômetro não apresentavam boas condições de iluminação e outros fatores cruciais para uma investigação bem-sucedida.

Fonte: CNSA/CLEP/ReproduçãoFonte: CNSA/CLEP/Reprodução

Dificuldades na análise

De acordo com os cientistas, realizar uma desmistificação espectral em uma área inexplorada da Lua, é um grande desafio, principalmente, por não haver amostras que possam servir de parâmetros. Isso faz com que os resultados divulgados da análise não sejam precisos.

No entanto, é interessante que missões recentes estejam relatando características semelhantes às anteriormente descritas sobre o lado oculto da Lua.

Enquanto isso, o Yutu-2 passou os últimos dias investigando outra cratera contendo um material reflexivo. Será o início da descoberta de outra substância misteriosa? Vamos aguardar por mais detalhes!







Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.