O mistério da morte de mais de 350 elefantes em Botswana

O mistério da morte de mais de 350 elefantes em Botswana

Último Vídeo

A morte de mais de 350 elefantes em Botswana tem preocupado cientistas, que estão chamando o fenômeno de "desastre de conservação". De acordo com o The Guardian, os animais estavam com as presas intactas, o que sugere que a tragédia não tenha sido ocasionada pela caça ilegal de marfim. 

Em maio, pesquisadores e a organização ambiental Elephants Without Borders (Elefantes sem Fronteiras) sobrevoaram a região pantanosa de Okavango Delta e encontraram 169 carcaças. 

Há mais 15.000 elefantes na região. (Fonte: Elephants Without Borders)
Há mais 15 mil elefantes na região. (Fonte: Elephants Without Borders)

Em junho, o número aumentou para 356. Um comunicado da African Wildlife Foundation afirmou que o Ministério de Meio Ambiente, Conservação de Recursos Naturais e Turismo de Botswana verificou 275 ossadas de elefantes. 

Segundo o The Guardian, as suspeitas do que pode ter acontecido recaem sobre envenenamento e algum patógeno desconhecido. A hipótese da bactéria do Antrax, que pode ficar inativa por décadas no solo, já foi descartada pelos testes realizados. 

As teorias por trás da morte dos elefantes

Ainda de acordo com o The Guardian, pessoas da região viram alguns dos elefantes andarem em círculos antes de morrerem, o que pode sugerir algum dano neurológico. Elas também informaram que 70% das carcaças foram encontradas em torno de poços, o que pode ser uma pista de onde o problema está. 

As suspeitas indicam dano neurológico nos animais. (Fonte: Elephants Without Borders)
As suspeitas indicam dano neurológico nos animais. (Fonte: Elephants Without Borders)

Para o The New York Times, outra hipótese pode ser o envenenamento por cianeto pelos caçadores. No entanto, nessa situação, os elefantes ficariam agrupados em uma área onde o veneno seria implantado, e os animais que vasculhassem as carcaças também morreriam, o que não foi o caso desta vez. 

As consequências do desastre de conservação 

O número de mortes pode aumentar se a causa não for descoberta. Scott Schlossberg, pesquisador da Elephants Without Borders, afirmou à Live Science que, enquanto sobrevoava a região no meio de junho, os corpos ainda estavam aparecendo. 

De acordo com a African Wildlife Foundation, Botswana tem uma população de 130 mil elefantes, sendo 15 mil localizados na região onde as carcaças foram encontradas. A perda dos animais causa impacto no ecoturismo, responsável por 10% a 12% do Produto Interno Bruto (PIB) do país. O governo local ainda não divulgou resultados de testes toxicológicos das carcaças dos elefantes nem da água ou do solo da região. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.