217
Compartilhamentos

Planeta raro pode estar escondido na constelação de Orion

Os fãs de Star Wars conhecem muito bem Tatooine, famoso por seu final de tarde majestoso por estar em um sistema com dois sóis. Agora, os cientistas podem ter descoberto um planeta que deixaria a terra de Luke Skywalker com inveja, pois ele pode estar orbitando três estrelas centrais!

(Fonte: ALMA (ESO/NAOJ/NRAO), S. Kraus & J. Bi; NRAO/AUI/NSF, S. Dagnello/Reprodução)(Fonte: ALMA (ESO/NAOJ/NRAO), S. Kraus & J. Bi; NRAO/AUI/NSF, S. Dagnello/Reprodução)

Conhecido como GW Orionis (ou GW Ori), o conjunto de corpos celestes fica a cerca de 1.300 anos-luz da Terra, com duas estrelas centrais orbitando uma à outra, enquanto uma terceira gravita ao redor delas. Além disso, também possui três brilhantes anéis formados por poeira.

O planeta escondido

De acordo com dois estudos — um publicado em maio no The Astrophysical Journal Letters e outro publicado em 03 de setembro na revista Science — além dos corpos celestes citados acima, também pode existir um jovem planeta — ou um em formação. 

Caso a informação seja confirmada, ele seria o primeiro a orbitar três sóis ao mesmo tempo, pelo menos que os cientistas saibam. A verdade é que já existe um planeta em um sistema com três estrelas, o LTT 1445Ab, porém ele gravita apenas ao redor de uma delas.

A estranha órbita dos anéis

Em um sistema com duas estrelas, os anéis de poeira normalmente se encontram em um plano muito próximo à inclinação delas, porém, em GW Ori, o anel interno está desalinhado com os dois externos.

(Fonte: Kraus et al., 2020; NRAO/AUI/NSF/Reprodução)(Fonte: Kraus et al., 2020; NRAO/AUI/NSF/Reprodução)

Ao observar o comportamento dos anéis, os cientistas chegaram à conclusão que além das três estrelas, deve existir algo a mais que esteja causando este fenômeno.

“Nossas simulações mostram que a atração gravitacional das estrelas triplas por si só não pode explicar o grande desalinhamento observado”, disse Nienke van der Marel, astrofísico da Universidade de Victoria no Canadá e coautor do estudo de maio.

(Fonte: Kraus et al., 2020)(Fonte: Kraus et al., 2020)

Entretanto, mesmo que o planeta realmente exista, será difícil ele superar a beleza de um fim de tarde em Tatooine, visto que ele deve ficar a cerca de 46 UA (medida de distância da Terra para o Sol), o que o tornaria um local inóspito.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.