Covid-19: mais gatos estão contraindo coronavírus

Covid-19: mais gatos estão contraindo coronavírus

Último Vídeo

Um novo estudo, publicado por meio de um artigo científico no periódico Emerging Microbes & Infections, aponta que mais gatos contraíram o coronavírus e desenvolveram a covid-19 recentemente. A pesquisa analisou felinos abandonados na cidade de Wuhan, na China, também conhecida como o epicentro da pandemia.

Segundo os dados divulgados pelos pesquisadores, nenhum dos gatos, que participaram do estudo, apresentou sintomas significativos e já conhecidos do coronavírus. No entanto, esses animais possuíam anticorpos neutralizantes no sangue, que também podiam atuar como proteção assim que se contraía o vírus. 

(Fonte: Unsplash/Reprodução)(Fonte: Unsplash/Reprodução)

Esses anticorpos são capazes de defender uma célula de um patógeno ou partícula infecciosa — neste caso, o coronavírus —, neutralizando biologicamente qualquer efeito negativo que ele possa vir a ter. E esse mecanismo faz com que a partícula não seja mais infecciosa ou patogênica.

Gatos com coronavírus

O estudo chama a atenção para o caso de infecção em felinos justamente porque não se esperava que isso ocorresse novamente e em grande escala. Em março, alguns gatos domésticos foram diagnosticados com a covid-19. Entre eles, um animal da Bélgica apresentou sintomas de contração ao coronavírus após seu dono também ter testado positivo para a doença. Na época, as autoridades sanitárias afirmavam que o contágio entre humanos e animais era extremamente raro.

Também foi relatado que outros animais foram contaminados com o vírus, como é o caso de um outro felino. Um tigre de um zoológico estadunidense testou positivo para a covid-19 em abril deste ano. Vale lembrar que um grupo de cientistas da Universidade da Califórnia (UC) alertou o mundo sobre quais animais estariam mais vulneráveis à infecção por coronavírus e entre eles estavam os felinos e os macacos. 

(Fonte: Unsplash/Reprodução)(Fonte: Unsplash/Reprodução)

Felinos e a covid-19

Pesquisadores do mundo todo trabalham em busca de saber o quão comum as infecções por coronavírus se dão em animais. O estudo realizado em Wuhan ocorreu entre janeiro e março de 2020, coletando amostras de pouco mais de 100 gatos de rua na cidade chinesa. 

Por meio dessas amostras, eles descobriram que 15 desses animais haviam contraído o coronavírus, conforme evidenciado por anticorpos em seu sangue. E deles, os pesquisadores conseguiram descobrir que 11 das amostras tinham evidências de anticorpos neutralizantes. Dessa forma, também foi possível concluir que os gatos conseguem transmitir o vírus para outros animais da mesma espécie. 

Mas ainda não há evidências suficientes que mostrem que o coronavírus possa chegar em seres humanos por meio desses animais, algo que é pouquíssimo provável.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.