'La Patasola', o espírito protetor e vingativo dos Andes

'La Patasola', o espírito protetor e vingativo dos Andes

Último Vídeo

Grande parte das lendas modernas são derivadas de histórias trágicas e melancólicas, gerando o surgimento de narrativas sobre espíritos vingativos que espreitam locais remotos. Na Colômbia, especificamente na região andina central do país, muito se fala sobre La Patasola, uma criatura sinistra que se aproveita de homens solitários que maculam a natureza, trazendo destruição e o consequente extermínio de suas vidas.

Segundo o estudioso John McDowell, do Departamento de Folclore e Etnomusicologia da Universidade de Indiana, nos Estados Unidos, La Patasola, que significa “mulher de uma perna só”, teve sua origem durante o antigo Império Inca, mais especificamente nos eventos da colonização europeia, e é protagonista de uma densa história de vingança e justiça pessoal contra os exploradores de terras e da natureza.

O espírito dos Andes é descrito como uma linda mulher que, após trair o marido, teve sua perna decepada como punição. Após sua trágica morte, sua alma vagou pela antiga Colômbia e se escondeu nas florestas locais, enquanto praticava atos de vingança contra todos os homens que se aproximassem de sua área de repouso. Durante a noite, La Patasola atrai suas vítimas através de um canto doce ou de um grito de ajuda, apenas para capturar suas presas, sugar o sangue e se esconder novamente.

(Fonte: W. Staehle/Unusual Co.)
(Fonte: W. Staehle/Unusual Co.)

“Não há dúvidas de que características europeias se infiltraram, influenciaram e talvez tenham se combinado com alguns de seus elementos indígenas”, diz John McDowell. “Em inglês, podemos chamá-la de ‘bruxa velha’… Ela é uma presença feminina na paisagem espiritual. Ela é muito ameaçadora. E está muito difundida em grande parte do território onde trabalhei.”

Uma história ainda mais profunda 

A cultura indígena local não trata os eventos de La Patasola como sorte, mas sim como destino. Segundo a cultura nativa, sua presença está diretamente relacionada à natureza, com suas marcas sendo registros dos abusos sociais e exploratórios que povos europeus exerceram durante séculos de colonização.

Os anciões sustentam a narrativa do espírito vingativo como um chamado da natureza e a busca de um equilíbrio que perdeu força com a herança histórica, na tentativa de reestruturar a harmonia. Às vezes como um alerta, outras como uma mentira, mas as lendas possuem significados intrínsecos que certamente metem medo em muita gente.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.