Pintura rupestre com cerca de 400 anos representa flor alucinógena

Pintura rupestre com cerca de 400 anos representa flor alucinógena

Último Vídeo

No teto da Caverna Pinwheel, localizada no sul da Califórnia, Estados Unidos, uma pintura rupestre que lembra um cata-vento é, na verdade, a representação de uma flor alucinógena, aponta um novo estudo liderado pela Universidade de Central Lancashire, na Inglaterra.

Presos ao teto, pesquisadores encontraram caroços fibrosos mastigados com cerca de 400 anos contendo escopolamina e atropina, substâncias altamente psicoativas que estão presentes na Datura wrightii, planta representada na pintura. A caverna tem ainda o desenho de uma mariposa, provavelmente da espécie mariposa-falcão. Esses insetos são conhecidos por ingerirem o néctar entorpecente da flor, auxiliando na sua polinização. 

Acredita-se que a caverna era utilizada pelo povo ameríndio Chumash entre os anos de 1600 e 1800, que utilizava a planta para fins medicinais e cerimoniais. Os pesquisadores sugerem que a tribo se reunia dentro da caverna após ingerir a Datura. De acordo com o artigo, esta descoberta é a primeira evidência clara da ingestão de alucinógenos em um local de arte rupestre.

Historiadores creem que a planta era usada com a finalidade de obter poderes sobrenaturais para adulterar ou neutralizar eventos negativos, ver o futuro ou mesmo encontrar objetos perdidos. Foi documentado também que os Chumash preparavam chá com a flor para cerimônias ritualísticas de amadurecimento para os meninos. 

Pintura da planta ritualística no teto da Caverna Pinwheel.
Representação da planta ritualística no teto da Caverna Pinwheel. (Fonte:  David Wayne Robinson/Reprodução)

David Robinson, líder da pesquisa arqueológica, acredita que os artistas responsáveis pelas pinturas estavam sóbrios quando as produziram, já que seria um verdadeiro desafio fazer isso após a ingestão de escopolamina e atropina. “É extremamente improvável por causa dos efeitos debilitantes da Datura”, explicou ele.

Para Robinson, as ilustrações do teto podem ter sido feitas para criar um cenário, desempenhando um papel similar ao de obras de arte religiosas encontradas nas igrejas modernas. Olhar para as ilustrações pode ter permitido que os participantes do ritual se concentrassem à medida que as drogas se instalavam em seus corpos, em uma verdadeira experiência compartilhada. 

A Datura desabrocha apenas ao anoitecer, e ao amanhecer é polonizada pela mariposa-falcão.
A Datura desabrocha apenas ao anoitecer, e ao amanhecer é polonizada pela mariposa-falcão. (Fonte: Dlarsen/Reprodução)

O desenho que ilustra a Datura tem cerca de 10 por 18 centímetros e foi descoberto em 1999 por trabalhadores que entraram na caverna. Robinson acredita também que a pintura pode ter sido feita como homenagem à planta sagrada. “Eles estão venerando a planta, dizendo: ‘Isso é legal!”.

O local não era apenas um espaço ritualístico, no entanto. Arqueólogos também descobriram um “endireitador” de haste de flecha e pontas de projéteis na caverna, sugerindo que ela também era usada para preparar caças. Além disso, também foram encontrados restos de animais e sementes, indicando que os Chumash também utilizavam o local para armazenamento e preparação de alimentos. 

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.