Seja o primeiro a compartilhar

NASA colhe primeiros rabanetes plantados no Espaço

A NASA acaba de dar mais um passo para criar missões de longo-prazo à Lua e a Marte no final de 2020. Após 27 dias de maturação, a astronauta Kate Rubins colheu no dia 30 de novembro 20 rabanetes plantados em microgravidade na Estação Espacial Internacional. 

Os alimentos cresceram dentro da estrutura do Advanced Plant Habitat (APH), uma estrutura criada para testar o cultivo de comida no Espaço. Eles foram embrulhados em papel alumínio, colocados em um armazém refrigerado e devem ser enviados de volta à Terra durante a próxima missão de reabastecimento da SpaceX.

Produção de alimentos no Espaço

https://www.youtube.com/watch?v=UT0K3GmNV7E&feature=emb_imp_woyt

A hortaliça foi escolhida para fazer parte do experimento Plant Habitat-02 (PH-02) por ser bem compreendida pelos cientistas e também por alcançar maturidade em apenas 27 dias.

Além disso, o rabanete é uma planta-teste viável para as missões espaciais de longo-termo justamente por ser comestível e muito nutritivo, o que permitiria aos astronautas plantarem seu próprio alimento. A agência norte-americana ressaltou ainda que o vegetal é geneticamente parecido com a Arabidopsis, uma flor semelhante a um repolho e que tem sido estudada frequentemente em microgravidade.

O experimento PH-02 permitiu aos cientistas da NASA avaliarem o equilíbrio ideal para o cultivo de plantas no Espaço. Segundo o relatório, os rabanetes receberam uma quantidade precisa de minerais para não necessitar de manutenção constante por parte da equipe. 

Funcionamento da APH

(Fonte: NASA/Divulgação)
(Fonte: NASA/Divulgação)

A câmara da APH é equipada com luzes de LED vermelhas, azuis, verdes e brancas de amplo espectro, as quais fornecem o estimulo necessário para o crescimento das plantas. Por fim, um sofisticado sistema de controle garante a quantidade exata de água quando necessário.

Conforme o comunicado da NASA, a APH também contém 180 sensores que ajudam os cientistas do Centro Espacial John F. Kennedy, localizado nos Estados Unidos, a monitorar o crescimento das hortaliças e regular a temperatura, umidade e níveis de dióxido de carbono dentro da câmara. 

Para a próxima etapa, a agência espacial norte-americana pretende aumentar o plantio de rabanetes no Espaço para poder compará-los com amostras plantadas na Terra, o que ajudará no aperfeiçoamento das plataformas para o futuro.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.