Sutton Hoo: sítio arqueológico que revelou mais sobre a Inglaterra medieval

A região de Sutton Hoo, próximo a Suffolk, na Inglaterra, possui uma importância histórica tremenda, abrigando dois cemitérios medievais primitivos que datam dos séculos VI a VII, com um deles guardando um navio intocado recheado de artefatos anglo-saxões.

As escavações na área começaram em 1939, e desde então vêm revelando vários itens feitos em ouro e joias, além de auxiliar os estudiosos a compreenderem melhor o que ocorreu nos primeiros anos da Inglaterra medieval, época que não possui muitas documentações.

Confira a seguir alguns fatos fascinantes deste achado arqueológico que é considerado um dos mais importantes, tanto por tamanho quanto raridade, do Reino Unido.

1. Tudo começou com a descoberta de montes misteriosos

(Fonte: Wikipedia/Geoff Dallimore/Reprodução)
(Fonte: Wikipedia/Geoff Dallimore/Reprodução)

Em 1926, Edith Pretty, uma ex-enfermeira da Primeira Guerra, mudou com seu marido Frank para a região. Por ser de uma família abastada, a mulher teve a chance de conhecer o mundo em sua juventude, e desenvolveu um grande interesse por arqueologia.

Após o falecimento de Frank em 1934, Edith começou a ficar mais em sua propriedade, sendo constantemente atraída por um conjunto peculiar de 18 montes que ficavam a aproximadamente 500 metros de seu lar.

Decidindo que era preciso realizar uma investigação, ela procurou um museu local, e foi então que os funcionários recomendaram o arqueólogo e astrônomo autodidata Basil Brown para este projeto.

2. Idade das Trevas pode ser um nome incorreto

(Fonte: Wikipedia/Gernot Keller/Reprodução)
(Fonte: Wikipedia/Gernot Keller/Reprodução)

Quando o Império Romano caiu por volta de 410 d.C., seu exército deixou o que hoje seria o leste da Inglaterra, o que abriu espaço para que tribos germânicas, como os anglos e os saxões, invadissem e se estabelecessem ali.

Por muito tempo, os estudiosos acreditaram que a época entre o século V ao X foi marcada por uma civilização sem lei e ignorante, pois não havia mais a influência civilizadora dos romanos, e ficou conhecida como Idade das Trevas. Contudo, o navio fúnebre de Sutton Hoo provou o contrário, demonstrando com seus detalhes e artefatos a rica cultura que existia no início do período medieval.

3. Enterro digno de um poderoso rei

(Fonte: Wikipedia/Mark Ramsay/Reprodução)
(Fonte: Wikipedia/Mark Ramsay/Reprodução)

Infelizmente, a acidez do ambiente de Sutton Hoo fez com que o corpo enterrado no antigo navio se dissolvesse, impedindo os especialistas de determinarem com certeza absoluta quem foi colocado ali. Contudo, a principal teoria aponta que o navio teria sido o local de sepultamento do Rei Rædwald da Anglia Oriental, que fazia parte de uma dinastia que governou a região por muitos anos, e cujos ancestrais teriam vindo como invasores por volta de 500 d.C. 

Rædwald teria sido um grande soberano e acredita-se que seu falecimento ocorreu por volta de 624 d.C., o que o torna o candidato ideal para uma cerimônia fúnebre tão luxuosa.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.