Seja o primeiro a compartilhar

Testosterona e calvície: os carecas são melhores na cama?

Você já ouviu falar na expressão "é dos carecas que elas gostam"? Apesar do conceito de beleza ser algo bastante subjetivo e individual, a concepção de que homens calvos possam ser mais atraentes para as mulheres se tornou um dito popular. Mas até que ponto isso pode se é uma verdade ou apenas uma falácia? Existe uma explicação.

Embora existam características que tornam os homens mais atraentes, como altura, mandíbula ou simetria corporal, a atração física envolve um grande componente de gosto pessoal e química quando nos relacionamos com outra pessoa. Entretanto, uma teoria sugere que a ligação entre a testosterona e a falta de cabelo possa despertar algo de diferente nas mulheres.

A influência da testosterona

(Fonte: Unsplash)(Fonte: Unsplash)

De maneira geral, a testosterona é o hormônio masculino produzido nos testículos e responsável direto pelo desenvolvimento de mais massa muscular e pelos no corpo. Além disso, ela também é responsável por manter o desejo sexual, produção de esperma e saúde e força óssea.

Porém, estudos mostram que a testosterona em excesso no organismo pode aumentar a possibilidade do desenvolvimento de alopecia, ou a perda capilar. Esse fator, inclusive, é o que fez muitas pessoas acreditarem que homens calvos pudessem ser melhores de cama ou possuir mais desejo sexual pela influência do hormônio.

Por outro lado, a queda capilar não só envolve fatores hormonais, como está principalmente ligada a uma série de fatores genéticos. Atualmente, o que se acredita é que os folículos capilares se tornem muito sensíveis à testosterona, graças ao processo do corpo de conversão do hormônio em uma substância chamada di-hidrotestosterona, o que impede a chegada de sangue e nutrientes ao couro cabeludo e enfraquece os fios.

Calvície e virilidade

(Fonte: Unsplash)(Fonte: Unsplash)

No fim das contas, existem provas de que os carecas são melhores amantes? Ao que tudo indica, a resposta é não. Apesar de índices elevados de testosterona aumentarem a chance de um homem desenvolver calvície, a proporção ainda é muito pequena. Em suma, o que mais indica se um homem perderá o cabelo é a influência genética familiar e como isso gera respostas do corpo aos hormônios.

Como não existe nenhum grande indício que coloque a testosterona como a maior responsável pelo surgimento da alopecia, a correlação inversa também não pode ser feita. Ou seja, não é porque um homem é careca que seus índices de testosterona estarão lá em cima e seu desempenho sexual será elevado. 


Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.