Seja o primeiro a compartilhar

Como um submarino produz água e oxigênio para a tripulação?

Você já parou para se perguntar como é que os seres humanos podem passar até meses dentro de um submarino sem voltar para a superfície? É comum imaginar que uma hora a fonte de água potável se esgotaria ou que o ar dentro da embarcação ficasse escasso e obrigasse uma retomada à terra firme.

Porém, os submarinos atuais são planejados e construídos tendo em mente todos os problemas que precisa enfrentar para que a tripulação fique confortável. Graças aos avanços tecnológicos alcançados pelos seres humanos, as embarcações se tornam cada vez mais modernas e prontas para encarar novos desafios.

Fonte de água potável

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Antes de mais nada, vamos falar como os submarinos lidam com as questões de água. Apesar da água do mar ser extremamente salgada para ser consumida, ela pode ser muito bem usada para nos banheiros da embarcação. As descargas das privadas funcionam através de um mecanismo de coleta de dejetos interligado aos vasos pressurizados.

Uma vez que o tanque especial onde esses dejetos ficam armazenados está cheio, a carga é despejada através de ar comprimido. Então caso você esteja se perguntando, o cocô dos navegadores é mandado diretamente para o mar — pensando que todo material liberado será biodegradável.

Entretanto, a água do mar não pode ser usada para beber, tomar banho ou cozinhar. Para isso, os submarinos precisam purificá-la. Nesses casos, os marinheiros podem optar pela osmose reversa, destilação ou pelo uso de reatores especiais que retirem as partículas de sal da água.

Criando oxigênio

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Uma pessoa pode passar até três dias completos sem água, mas morreria sem uma fonte de oxigênio em questão de minutos. Então, como é que os submarinos conseguem fornecer uma fonte de ar para a tripulação? A atmosfera dentro dessas embarcações é severamente monitorada e controlada.

Como os submarinos não possuem uma circulação de ar muito boa, tudo precisa ser feito através de impressionantes tecnologias. O ar dessas embarcações é feito colocando a água do mar por um processo chamado de eletrólise, que utiliza a energia elétrica para formar uma reação química.

Além dos enormes tanques de oxigênio embutidos no projeto para aumentar a concentração do gás caso o sistema primordial falhe. Por fim, o gás carbônico (CO²), liberado no processo de expiração dos seres humanos, é retirado de dentro do submarino com o auxilio de amina, um composto químico que absorve completamente o gás em troca de liberar um odor desagradável.

Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.