Seja o primeiro a compartilhar

'Arco de Darwin' nas Ilhas Galápagos desmorona por causa da erosão

O Ministério do Meio Ambiente do Equador confirmou, na última segunda-feira (17), que o “Arco de Darwin”, uma das formações rochosas mais famosas das Ilhas Galápagos, desmoronou por causa da erosão.

Em nota, a pasta explicou que a “atraente ponte natural localizada a menos de 1 quilômetro da área principal da ilha” sofreu um “colapso”. Nomeada em homenagem ao cientista britânico Charles Darwin, que visitou a região em 1835, o arco era uma das principais atrações do arquipélago.

Diego Anazco, docente universitário e jornalista no Equador, publicou imagens comparando o antes e o depois. “Um dos ícones de Galápagos mudou sua forma, o icônico Arco de Darwin, local de mergulho ao norte de Galápagos, colapsou na parte superior em um processo natural que mudou uma das imagens mais conhecidas das ilhas”, lamentou pelo Twitter.

De acordo com o site de notícias Deutsche Welle, visitantes que estavam no local passeando de barco presenciaram o momento da erosão, que aconteceu por volta do meio-dia (horário da região) de ontem. As pessoas não se feriram com a queda das pedras.

Além do monumento natural, a região é conhecida por mergulhadores que realizam encontros com espécies marinhas como tartarugas, tubarões-baleia, raias e golfinhos.

A região de Galápagos foi declarada pela Organização das Nações Unidas (ONU) como um Patrimônio Mundial da Humanidade. “Essas 19 ilhas e a reserva marinha circundante são chamadas de um exclusivo ‘museu vivo e vitrine da evolução’”, diz o site oficial da Unesco sobre o local.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.