Por que o espirro pode 'travar'?

Que atire a primeira pedra quem nunca parou um espirro pela metade! Você sabe por que isso acontece? A resposta é simples: porque a vontade passa. O espirro é um mecanismo de defesa e uma reação involuntária do nosso organismo à presença de corpos estranhos que entram em contato com a mucosa do nariz.

Poeira, pólen, ácaros, fumaça, estes e outros motivos causam a expulsão brusca de ar e gotículas pelo nariz e pela boca. Ao identificar um destes agentes causadores da irritação, o organismo contrai o tórax e o abdome, e os pulmões se enchem de ar, causando o espirro.

Espirro é um mecanismo de defesa do corpoEspirro é um mecanismo de defesa do corpo

Algumas vezes, o espirro pode “travar”. Isso acontece porque o mecanismo de defesa do nosso corpo entende que não há mais nada estranho na mucosa nasal. “Ao espirrar, estamos mandando-as [as substâncias causadoras do espirro] para fora de nosso corpo. Mas, às vezes, o espirro some, pois a necessidade ou a irritação passa”, explica Manoel de Nóbrega, médico otorrinolaringologista, da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp).

Como estimular o espirro?

Existem algumas maneiras de se provocar o espirro. Através do olfato, podemos estimulá-lo: cheirar temperos, bebidas com gás, menta e outros odores fortes podem ajudar na expulsão do ar.

Fazer cócegas na mucosa nasal com o auxílio de um lenço ou inspirar ar gelado também pode sensibilizar o nariz, fazendo com que o mecanismo de defesa seja acionado e, consequentemente, o espirro acontecerá.

Existe também um tipo de espirro chamado de reflexo fótico, quando a incidência de luz causa o espirro. Isso acontece porque o nervo ótico está muito próximo ao nervo trigêmeo, fazendo com que os sinais elétricos que são enviados ao cérebro sejam erroneamente identificados como uma irritação nasal.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.