Seja o primeiro a compartilhar

Novo ancestral dos humanos foi descoberto em Israel

Nós, os Homo sapiens, percorremos um longo caminho até chegarmos onde estamos, lendo uma matéria sobre nossos ancestrais em um computador e uma rede de internet com alta tecnologia. 

De tempos em tempos, os arqueólogos desvendam algum episódio dessa longa jornada — e ossadas descobertas recentemente em Israel indicam que outro tipo de hominídeo conviveu com os neandertais e com o Homo sapiens e até se reproduziu com eles.

Escavações foram realizadas na região central de Israel (Imagem: The Conversation)Escavações foram realizadas na região central de Israel (Imagem: The Conversation)

Um grupo de pesquisadores da Universidade de Tel-Aviv da Universidade Hebraica de Jerusalém descobriram ossos humanos e ferramentas na região de Nasher Ramla, em Israel. Após anos de pesquisas e cruzamentos de dados com fósseis de outras regiões, os pesquisadores concluíram que se tratava de uma nova espécie.

Fósseis foram descobertos em uma região central de Israel (Imagem: Universidade de Tel-Aviv)Fósseis foram descobertos em uma região central de Israel (Imagem: Universidade de Tel-Aviv)

Dentes grandes, queixo pequeno e várias respostas

Os fósseis de Nasher Ramla intrigaram os cientistas, pois tinham queixos e maxilares que lembravam os neandertais, mas um crânio que lembrava humanos mais arcaicos, com um queixo quase inexistente e dentes bem grandes. 

Descobriu-se que os donos dos ossos viveram entre 120 e 140 mil anos — uma época semelhante a que os humanos modernos e neandertais conviveram. As ferramentas encontradas junto a esses hominídeos também demonstraram várias semelhanças com outras espécies do mesmo período.

Os cientistas não conseguiram extrair o DNA das ossadas — Israel é uma região muito quente, de modo que o material genético dos fósseis não foi preservado —, mas suas semelhanças com outros hominídeos indicam que essa espécie não apenas conviveu com os Homo sapiens e neandertais, como também se reproduziu com eles, embora não se trate da mesma espécie. 

Hominídeos tinham dentes grandes e pouco queixo (Imagem: Universidade de Tel-Aviv)Hominídeos tinham dentes grandes e pouco queixo (Imagem: Universidade de Tel-Aviv)

No fim das contas, os pesquisadores acreditam que os humanos descobertos em Nasher Ramla podem ser os ancestrais dos neandertais e explicar muito do caminho evolutivo dos hominídeos até a nossa espécie. Os neandertais surgiram na Europa, os homens modernos na África e a tribo de Nasher Ramla foi descoberta no Oriente Médio, bem no encontro entre esses os continentes, de modo que sua existência preenche várias lacunas na história dessas espécies.

Os pesquisadores ainda estão analisando mais ossadas descobertas em outro sítio arqueológico, mas dois artigos sobre os fósseis encontrados em Nasher Ramla já foram publicados. Para ler outros artigos sobre a evolução, clique aqui.


Você sabia que o Megacurioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.

Comentários

Você já percebeu que passamos por algumas mudanças por aqui, né? Uma delas é melhorar também o nosso campo de comentários - e nada melhor do que você, nosso leitor, para nos ajudar e garantir que a gente esteja no caminho certo. Substituímos temporariamente nossos comentários por uma pesquisa rápida para implementarmos mais uma melhoria. Como você acredita que nossa interação pode ser mais próxima aqui?

CLIQUE AQUI PARA RESPONDER