07
Compartilhamentos

Dinossauros estavam condenados à morte antes mesmo de asteroide

Os dinossauros já enfrentavam uma forte crise existencial antes mesmo de um gigante asteroide atingir a Terra e causar uma drástica mudança na história do planeta. De acordo com novos estudos, as taxas de extinção superavam o surgimento de novas espécies — o que demonstraria que estes animais seriam provavelmente extintos de qualquer forma.

Pesquisadores analisaram as tendências evolutivas de seis grandes grupos de dinossauros, destacando que dinossauros herbívoros e carnívoros estavam em declínio por cerca de 10 milhões de anos antes da extinção em massa há 66 milhões de anos, que ocorreu no final do período Cretáceo.

De olho na extinção

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

O estudo, produzido pelo Centro Nacional Francês para Pesquisa Científica (CNRS) e o Instituto de Ciência Evolucionária de Montpellier, é o mais recente a questionar o estado de saúde dos dinossauros antes da explosão fatal que acabou com as espécies. 

Para a obtenção de dados, o pesquisador Fabien Condamine e seus colegas montaram uma lista com mais de 1,6 mil fósseis, que representavam cerca de 247 espécies de seis famílias diferentes das enormes criaturas: os herbívoros anquilossauros, ceratopsianos e hadrossauros, como também os carnívoros tiranossauros, troodontídeos e dromeossaurídeos.

Através desse modelo, os cientistas puderam avaliar quantas espécies de dinossauros viveram ao mesmo tempo nos últimos 40 milhões de anos e encontrar uma curva descendente com o passar do tempo. Vale ressaltar que, como muitas espécies jamais fossilizaram de fato, é possível que as informações coletadas possuam certa disparidade com a realidade.

Razão do declínio

(Fonte: Pixabay)(Fonte: Pixabay)

O resfriamento do planeta provavelmente era a maior ameaça para os dinossauros naquela época, é o que acreditam os pesquisadores. No final do período Cretáceo, houve uma queda de impressionantes 7ºC em todo o Atlântico Norte. À medida que o clima esfriou, os dinossauros herbívoros começaram a declinar, o que consequentemente também passou a ameaçar os carnívoros. 

"Os herbívoros são espécies fundamentais nos ecossistemas, e seu desaparecimento leva a extinções em cascata", disse Condamine ao portal Live Science. Na visão do autor, os dinossauros eram criaturas extremamente dependentes da temperatura, o que acarretou em maiores taxas de extinção nos últimos 10 milhões de anos antes da queda do asteroide.

Por outro lado, Condamine também ressaltou que nem todas as espécies foram incluídas no estudo por falta de objeto de análise. Sendo assim, qualquer tipo de conclusão ainda é precipitada e deve ser válida apenas para os grupos observados pelo experimento. 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.