05
Compartilhamentos

Escultura estranha de homem nu é encontrada em forte romano

Escavadores voluntários de Newcastle, Inglaterra, encontraram uma escultura de pedra da era romana que sugere a representação de um deus. A imagem, com dimensões de 15 centímetros de largura e 30 centímetros de altura, foi encontrada no forte Vindolanda e mostrava um homem nu segurando uma lança ao lado de seu cavalo.

Há 15 anos, Richie Milor e David Goldwater vêm participando de escavações na região de Vindolanda, importante forte de Northumberland que protegia a estrada romana Stanegate entre 85 d.C. e 370 d.C. Agora, um novo achado nas proximidades da Muralha de Adriano conta mais histórias da época e aponta a idolatria para um suposto deus armado, que apresenta semelhanças com o deus da guerra, Marte, e com o mensageiro dos deuses, Mercúrio.

(Fonte: Vindolanda / Reprodução)(Fonte: Vindolanda / Reprodução)

"A nudez do homem significa que ele provavelmente é um deus, em vez de um mero cavaleiro", disse Marta Alberti, uma das arqueólogas que supervisionam as escavações em Vindolanda. "Ele também está carregando uma lança no braço esquerdo, um atributo comum do deus da guerra - Marte. No entanto, quando você olha para a cabeça dele, as duas características quase circulares podem ser identificadas como asas: um atributo comum de Mercúrio — deus da viagem. Cavalos e burros também são frequentemente associados a Mercúrio como protetores dos viajantes."

(Fonte: Vindolanda / Reprodução)(Fonte: Vindolanda / Reprodução)

Segundo os escavadores, o ídolo foi encontrado em um edifício do século IV no forte, logo abaixo de um piso coberto com lajes de pedra, e configurou o primeiro achado do tipo nos arredores de Vindolanda. 

"Eu vi uma das pernas do cavalo primeiro e depois o topo pontiagudo do relevo", disse Goldwater. Milor acrescentou: "Estamos absolutamente eufóricos, muito orgulhosos de fazer parte dessa descoberta, foi realmente muito emocionante. Quer você encontre algo ou não, adoramos vir a este sítio e desempenhar nosso pequeno papel na pesquisa em andamento, mas descobrir isso tornou um dia muito especial, de fato."

Pistas importantes sobre o passado da muralha

Apesar da escultura não possuir inscrições um datação, sua localização próxima a um quartel de cavalaria do século IV trazem informações importantes sobre o passado das tropas e apontam que existia uma forma diferente de interpretar os deuses romanos. "Esse alívio interessante pode representar algo que não só nunca vimos antes, mas algo que talvez nunca mais vejamos", disse Alberti

Após a descoberta, a peça foi levada para o Roman Army Museum e segue em exibição pelo restante da temporada 2021.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.