811
Compartilhamentos

Maior dinossauro do mundo teria dobro do tamanho previsto

Durante os últimos anos, o Museu Field de História Natural, em Chicago (Estados Unidos), passou a conquistar a atenção de múltiplos visitantes pela exibição de um exemplar único: um incrível esqueleto de patagotitan, um dinossauro saurópode de 100 milhões de anos que seria do tamanho de uma baleia azul, mais alto que uma girafa e mais pesado que um elefante.

Desde 2014, quando se tornou um verdadeiro monumento histórico, o patagotitan passou a ser considerado o maior animal já visto na Terra. Entretanto, esse dado parece estar incorreto. De acordo com um novo estudo utilizando cálculos de medição de massa em dinossauros, outras criaturas da mesma família poderiam ser ainda maiores.

Dinossauro colossal

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Segundo o modelo criado pelo pesquisador independente Gregory Paul, proveniente de Baltimore, os patagotitans passavam longe de contestar o título de maior animal do mundo. Estimativas aponta que os titanossauros, outros membros dos saurópodes, eram pelo menos duas vezes mais massivos. 

Os saurópodes apareceram pela primeira vez no fim do período Triássico ou no começo do período Jurássico, cerca de 200 milhões de anos atrás. Até 1980, quando os primeiros animais da família foram desenterrados na Argentina, pouquíssimo se sabia sobre a estrutura corporal e tamanho real dos saurópodes.

Desde 2013, entretanto, a descoberta de mais ossos na província de Chubut, na Patagônia, tem ajudado a desvendar mais informações sobre os incríveis titanossauros. "Agora estamos obtendo material esquelético suficiente para algumas boas reconstruções", afirmou Paul.

Modelos de argila

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Há alguns meses, Gregory Paul decidiu publicar sua estimativa mais recente sobre o tamanho dos saurópodes. Utilizando modelos de 30 cm feitos de argila, o pesquisador passou a estipular o tamanho das criaturas através do volume de água necessário para a criação da amostra e depois começou a ranqueá-los.

Futalognkosaurus pesariam em torno de 29 toneladas e os dreadnoughtus teriam algo em torno de 31 toneladas. O patagotitan, entretanto, era muito mais pesado e pesava algo em torno de 50 e 55 toneladas. Essas estimativas estão muito próximas de outros estudos recentes utilizando modelos computadorizados criados por software.

Segundo essas estimativas, o dinossauro Amphicoelias fragillimus, descoberto pela primeira vez em 1878 pelo cientista Edward Cope, teria massa corporal entre 80 e 120 toneladas, fazendo com que fosse duas vezes maior que o "maior" dinossauro do mundo. 

Apesar de ainda existirem reticências no meio científico sobre a possibilidade de erros utilizando esses modelos de análise para a medição de tamanho em fósseis, o estudo criado por Paul abre uma boa brecha para imaginarmos que criaturas ainda mais colossais já habitaram o planeta no passado. 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.