01
Compartilhamento

6 fatos impressionantes sobre as tartarugas marinhas

Fascinantes, curiosas e extremamente belíssimas. Esses são apenas alguns dos adjetivos que podem descrever as maravilhas de animais que são as tartarugas marinhas. Portanto, se você é um admirador dessas criaturas, nós separamos algumas informações impressionantes para você saber um pouco mais sobre elas. Olha só!

1. Ameaçadas pela caça humana

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Em diversas regiões do mundo, a tartaruga-de-pente é ameaçada por humanos em busca de seus belíssimos cascos. Essa parte de seu corpo é utilizada como obra-prima para a confecção de algumas joias e outros apetrechos. Por esse motivo, a espécie quase foi levada à extinção completa no passado.

Apesar da Convenção sobre o Comércio Internacional de Espécies Ameaçadas de Extinção proibir o comércio de qualquer produto de tartaruga no mercado internacional, essa espécie segue em risco por conta da caça e comércio ilegal. 

2. Dieta variada

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

A dieta das tartarugas varia muito para cada espécie. A tartaruga-marinha-comum é carnívora e só se alimenta de plantas ocasionalmente. Nas águas costeiras, essas criaturas se alimentam principalmente de invertebrados que vivem no fundo do mar, como os búzios, moluscos e alguns caranguejos. 

Por outro lado, as tartarugas-de-couro possuem todo um mecanismo para aprisionar e consumir suas principais presas, as águas-vivas. A tartaruga-verde, enquanto isso, é a única espécie primariamente herbívora, alimentando-se de ervas marinhas e algas.

3. Ninhos inusitados

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

A tartaruga-de-kemp e a tartaruga-oliva são as duas espécies que costumam aninhar em grupos. Conhecido como "arribada", esse fenômeno é caracterizado pela chegada de centenas de tartarugas às margens das praias, onde passarão horas depositando milhares de ovos. 

Este comportamento de nidificação é projetado para afastar predadores naturais, o que garante que uma quantidade suficiente de ovos e filhotes sobreviverão para manter a população estável.

4. Poluição marinha

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

A poluição dos mares e a quantidade de dejetos marinhos é algo que ameaça todas as espécies de tartarugas marinhas e degrada seus habitats. O derramamento de óleo da Deepwater Horizon em 2010, por exemplo, foi o maior na história dos Estados Unidos e afetou diversas dessas criaturas residentes no Golfo do México.

Além disso, as tartarugas podem confundir linhas de pesca, balões, sacos plásticos, alcatrão flutuante ou óleo com alimentos e acabarem intoxicadas ou mortas. Os microplásticos são uma ameaça crescente para as tartarugas marinhas, especialmente as mais jovens que vivem e se alimentam perto da superfície.

5. Ovos abundantes

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

Durante a época de reprodução, as tartarugas-verdes fazem ninhos a cada duas semanas ao longo de vários meses antes de abandonarem a área de nidificação e voltarem a buscar alimento. Nesse meio tempo, elas colocam quatro ou mais ninhos com 100 ovos cada, em média.

Essa é uma espécie de vida longa e pode viver 70 anos ou mais. As tartarugas-verdes fêmeas atingem a maturidade aos 25 a 35 anos e continuarão a nidificar por 30 anos ou mais.

6. Temperatura da areia

(Fonte: Wikimedia Commons)(Fonte: Wikimedia Commons)

O sexo das tartarugas marinhas é determinado especialmente pela temperatura de seus ninhos. As temperaturas de incubação mais baixas produzem principalmente filhotes machos e as temperaturas de incubação mais altas produzem principalmente filhotes fêmeas.

Se o local permitir uma flutuação grande de temperaturas, a ninhada será mais diversa em gênero. Por conta disso, o aquecimento global tem sido uma grande preocupação para essas criaturas, visto que cada vez menos machos têm nascido nas praias. 

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.