Peste que matou menina de 10 anos se espalha pelo oeste dos EUA

Autoridades do Departamento de Saúde Pública e Meio Ambiente do Colorado (CDPHE), Estados Unidos, informaram na última quinta-feira (22) que a peste bubônica responsável por matar uma menina de 10 anos em La Plata foi detectada em outros cinco condados do estado, registrando um caso que pode se tornar grave em condições raras, se não for tratado imediatamente.

Nos meses do verão, a atividade da peste causada pela bactéria Yersinia pestis, transmissível para humanos após o contato via picada de pulgas infectadas ou pela aproximação direta com animais contaminados, tende a aumentar significativamente. O estudo mais recente confirmou uma nova proliferação através de exames laboratoriais, que anunciaram a presença dos organismos unicelulares em amostras recolhidas por algumas regiões do Colorado.

"No Colorado, esperamos ter um teste positivo para a peste durante os meses de verão", disse Jennifer House, epidemiologista estadual e veterinária de saúde pública do CDPHE. "Embora seja raro as pessoas a contraírem, queremos ter certeza de que todos sabem os sintomas."

(Fonte: Getty Images / Reprodução)(Fonte: Getty Images / Reprodução)

As coletas de amostras ocorreram logo depois que a equipe de epidemiologistas observou uma redução na quantidade de cães-da-pradaria, família de roedores comum no sudoeste norte-americano. Segundo os especialistas do departamento, a diminuição da atividade de esquilos, castores e outros grupos de mamíferos pode indicar o início de uma infestação de pulgas, principais vetores das bactérias Y. pestis.

O raro caso de morte

No começo de julho, a morte da criança de 10 anos, estudante do 4-H Weaselskin Club que foi infectada enquanto criava porcos como parte de um programa, marcou a primeira fatalidade por peste no Colorado desde 2015 e a segunda ocorrência confirmada no estado em 2021. Esse acontecimento, então, ligou um alerta sobre a importância de evitar o contato com roedores selvagens e sobre o tratamento imediato caso haja a contaminação, mesmo que situações de morte humana sejam extremamente raras.

(Fonte: CNN / Reprodução)(Fonte: CNN / Reprodução)

Antes conhecida como "Morte Negra", a peste bubônica matou milhões de pessoas na Idade Média e é considerada a forma clínica mais severa da doença, causando febre, dor de cabeça, calafrios, fraqueza e o surgimento de linfonodos inchados e dolorosos, que podem se espalhar para outras regiões do corpo se não forem medicados. 

"A conscientização e as precauções podem ajudar a prevenir a doença nas pessoas. A doença é tratável se pega cedo. Avise um provedor médico se você acha que tem sintomas de peste ou se acha que foi exposto", recomendou House.

Você sabia que o Mega Curioso está no Instagram, Facebook e no Twitter? Siga-nos por lá.